Saúde & Bem-estar

Uma sopa por dia… não sabem o bem que vos fazia!

Se não costumam comer uma boa sopa antes de iniciarem a vossa refeição, não sabem o que estão a perder. Sim, este género de “ritual” tem inúmeros benefícios para a nossa saúde! Confiram alguns!

Grande aliada de quem está em dieta ou em manutenção

Começamos por aqui: se comerem uma boa sopa de legumes (esqueçam a batata), com certeza irão comer uma menor quantidade do prato que se seguir. Se for consumida no início da refeição, promove a libertação gradual de insulina, o que nos permite controlar a fome, promovendo uma maior sensação de saciedade. Aliado a isto temos ainda o seu baixo valor calórico, explicado pelo seu elevado teor de água.

É de fácil digestão

Quando cozidos, os alimentos ficam já numa fase de pré-digestão. Quer isto dizer que, quando é cozida, a refeição “cai” melhor no nosso estômago, sendo mais facilmente digerida pelo nosso organismo.

Fonte de nutrição, vitaminas e minerais

Dois dos principais e mais importantes benefícios da sopa: nutrição e hidratação. Comer um bom prato de sopa é sinónimo não só de uma grande quantidade de líquidos, como também de uma alta dose de nutrientes, vitaminas e minerais, por ser feita na própria a água de cozedura dos legumes. Este caldo inclui os nutrientes dos alimentos, nomeadamente dos legumes, que em quase todos os outros métodos de confeção acabam por ser perdidos.

Aquece-nos o corpo e a alma

É inegável: apesar de a devermos consumir durante todo o ano, uma sopa quentinha sabe especialmente bem num dia de frio ou chuva. E, de facto, há uma razão para isso: depois de a ingerirmos, o nosso metabolismo pode acelerar até 20%! Quando consumimos refeições mais quentes, o nosso corpo compensa o aumento de temperatura, fazendo circular o sangue já “aquecido”. Este é um efeito denominado termogénese, muito comum durante a ingestão de proteínas.

Ótima forma de promover o consumo de legumes

E aqui não falamos só em crianças. Há muitos adultos que ainda olham para os legumes como um “monstro” e não os incluem na sua alimentação diária. A sopa é uma técnica quase infalível para contornar esta situação! Um prato económico, que até podem fazer em grandes quantidades e congelar para  não cairem da tentação de se desculparem com a “falta de tempo”!

Nunca é demais relembrar, no entanto, que nenhuma sopa industrializada chega aos calcanhares de uma boa sopa caseira: quanto mais não seja, sabemos o que estamos a comer, certo?

A base para fazerem uma sopa saudável é bastante simples: água, alho, cebola, curgete, cenoura, azeite, sal e pimenta. Se a quiserem enriquecer em termos de nutrientes podem sempre acrescentar outros legumes. Querem um exemplo? Experimentem fazer um creme de brócolos! Necessitarão de 600g de brócolos, um nabo, uma curgete, uma cebola, dois dentes de alho, 7,5dl de água, um fio de azeite, meio ramo de salsa, noz moscada, sal e pimenta q.b.. O procedimento é semelhante ao das restantes sopas: lavar e cortar os legumes e cozê-los durante, mais ou menos, 12 minutos, juntamente com um pouco de sal e um fio de azeite. Depois terão que lavar a salsa, retirar as folhas e colocá-las a cozer juntamente com os legumes. Depois de reduzirem a sopa a puré, temperem com a pimenta e com a noz moscada. Deliciem-se!

Inês Barbosa

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW