Saúde & Bem-estarBlog

Pura coincidência?

Será que somos realmente aquilo que comemos? A ciência nutricional tem vindo a comprovar algo bastante interessante: quanto maiores as semelhanças visuais entre um alimento e um órgão do nosso corpo, maior a relação nutricional – ou seja, maiores são os benefícios para a nossa saúde!

Querem alguns exemplos?

Tomate e coração

As semelhanças: para além da cor vermelha, o tomate possui quatro câmaras, tal e qual como o nosso coração! Sabemos ainda que este é um fruto rico em dois nutrientes indispensáveis à saúde cardíaca – o potássio e o ferro -, sendo também recomendado a pacientes com pressão arterial elevada. Para além disso ainda possui licopeno, um antioxidante capaz de reduzir o risco de doenças cardíacas, e vitamina B6, que ajuda a converter o aminoácido homocisteína (que danifica as paredes dos vasos de sangue) noutras moléculas inofensivas.

Noz e cérebro

É muito fácil associarmos uma noz ao nosso cérebro, não acham? O nosso cérebro é composto por cerca de 70% de gordura e as nozes são ricas em gorduras monossaturadas e ómega-3, sendo por isso uma ótima opção para “alimentar” este órgão. Ricos em nutrientes como tiamina, vitamina E e magnésio, estes frutos secos atuam nas nossas funções cerebrais, evitando depressões e doenças mentais.

Cenoura e olhos

As parecenças entre uma rodela de cenoura e a íris do olho são evidentes! Quem é que nunca ouviu dizer: “come cenoura, faz-te bem aos olhos”? E não, não era apenas um truque para nos obrigar a comer vegetais! É que a cenoura contém betacaroteno, transformado pelo nosso corpo em vitamina A, que é um nutriente importante para a saúde dos nossos olhos. Em casos de deficiência de vitamina A podem surgir problemas como secura nos olhos, inchaço das pálpebras, úlceras da córnea ou até mesmo cegueira.

Cogumelos e ouvidos

O cogumelo, quando cortado a meio, faz lembrar o ouvido humano – e não é por acaso! Ao consumirmos este alimento que é, na realidade, uma frutificação de um fungo, podemos melhorar a nossa audição já que ele é é rico em vitamina D, essencial para o fortalecimento dos ossos – lembrem-se que nos nossos ouvidos existem pequenos ossos que ajudam a transmitir o som ao nosso cérebro.

Abacate e útero

Boas fontes de gordura são muito importantes para que as mulheres equilibrem as suas hormonas e para que tenham um sistema reprodutivo saudável. O abacate, por ser uma ótima fonte desse nutriente, mantém os níveis de estrogénio controlados, ajuda na perda de peso após a gravidez e ainda tem a capacidade de prevenir o cancro nos órgãos femininos. Ainda possui folato, nutriente importantíssimo para um colo do útero e gestação saudáveis. Mas as curiosidades não se ficam por aqui: o abacate necessita de nove meses para se formar, exatamente o mesmo tempo da gestação humana.

Laranja e mama

O interior de uma laranja tem parecenças incríveis com as glândulas mamárias. Esta fruta ajuda no movimento da linfa dentro das mamas, através dos compostos naturais limonóides, que têm a capacidade de inibir o desenvolvimento de células cancerígenas.

Inês Barbosa/MS

Redes Sociais - Comentários

Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

Close
Close