Saúde & Bem-estar

Feijão azuki

O feijão azuki, originário da região da Ásia e dos Himalaias e cultivado na Coreia e na China há mais de três mil anos, é frequentemente usado na cozinha japonesa e chinesa, sendo muito valorizado pelas suas propriedades benéficas à saúde.

Feijão azuki-saudebemestar-mileniostadium
Feijão azuki. Foto: DR

 

O sucesso desta leguminosa atravessou fronteiras, e hoje em dia é produzido em diversos países, como é o caso do Canadá, e em quase toda a Europa, incluindo Portugal.

À primeira vista assemelha-se a um feijão frade, mas mais escuro – apesar disso,  ao provarmos percebemos que tem um sabor bem mais suave, daí a sua versatilidade. Acreditam que com este feijão podem fazer chás e até sobremesas?

Muito rico em proteínas, fibras, sais minerais, potássio, zinco, cobre, magnésio, ferro, selénio e fósforo, este tipo de feijão é especialmente indicado para quem tem algum tipo de problema de rins, já que provoca um efeito depurativo no nosso organismo.

Mas os seus benefícios não se ficam por aqui! Ora vejam alguns exemplos:

  • Pode ajudar a regular o período menstrual (especialmente quando consumido em forma de chá)
  • O chá de feijão azuki também pode auxiliar no tratamento de infeções urinárias
  • É um  importante fornecedor de proteínas para o organismo
  • Alguns dos nutrientes presentes neste alimento são essenciais para a saúde dos nossos ossos, atuando na prevenção de doenças ósseas como a osteoporose
  • É um bom aliado na regulação dos níveis de açúcar e colesterol
  • O feijão azuki possui ainda ácido fólico, um elemento essencial e obrigatório para as grávidas, principalmente no primeiro trimestre de gestação
  • Funciona como um desintoxicante, graças ao molibdênio – um mineral presente neste feijão -, que existe em várias parte do corpo humano, mas que se concentra principalmente no fígado
  • Por ser rico em proteínas, tende a saciar facilmente e a ajudar no ganho de massa muscular. Para além disso tem poucas calorias, o que o torna num excelente aliado da dieta! 
  • A sua alta composição de fibras faz com que que também ajude na prevenção de doenças digestivas e no combate à prisão de ventre, evitando outros problemas intestinais
  • Com cerca de 2,3 mg de ferro por cada 100 gramas, este alimento cozido é ótimo para combater a anemia

Agora vamos à melhor parte! Fiquem com esta receita pouco comum onde podem usar este feijão! Vão ver que vão adorar! Ah, e lembrem-se que o feijão necessita de ficar de molho durante 12 horas antes de ser cozinhado!

Anko (pasta de feijão doce). Foto: DR

Anko (pasta de feijão doce)

Levar 250g de feijão – escolhido e lavado -, a ferver em 500 ml de água, durante 10 minutos. Drenar e descartar a água. Numa panela de pressão juntar o feijão e um litro de água e levar a fogo alto até começar a chiar – neste ponto, diminuir o fogo e deixar cozinhar por 20/25 minutos. Drenar. Passar os feijões por uma peneira fina para reter as cascas – a pasta final deve ser livre de grumos. Colocar a massa de feijão numa panela e juntar 200g de açúcar. Cozinhar em fogo baixo durante 15/20 minutos, até que parte da água se evapore e o açúcar se dissolva na massa. Transferir para um recipiente e deixar arrefecer. É delicioso!

Inês Barbosa/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Não perca também
Close
Back to top button

DONATE NOW