Saúde & Bem-estar

Cacau um doce terapêutico

Não sei quanto a vocês, mas eu sempre ouvi dizer que o “chocolate” cura tudo. Mas convém deixar bem claro qual é o “chocolate” que tem estes poderes quase mágicos – e não, não é o chocolate de leite ou o chocolate branco, que contêm adição de açúcares e produtos lácteos.

O cacau é um dos alimentos históricos mais consumidos no mundo. Mas para beneficiarmos de todas as suas propriedades terapêuticas temos (ou devemos) consumir chocolate negro com mais de 70% de cacau.

Mas vamos ao que interessa:

Afinal quais são as propriedades terapêuticas do cacau?

Não à anemia!
Por ser rico em ferro, o cacau pode ter um papel fundamental na prevenção de anemias.

Redução do colesterol
O cacau e respetivos subprodutos são fontes muito ricas de componentes bioativos, tais como os polifenóis, que têm efeitos cardioprotetores (devido à sua ação antioxidante), propriedades imunorreguladoras e efeitos benéficos sobre o endotélio (órgão de caráter hormonal).

Um estudo realizado em 2018 provou que a ingestão diária de chocolate negro com um teor de cacau superior a 70% teve um impacto positivo sobre os parâmetros bioquímicos (triglicerídeos, colesterol total e nível de colesterol LDL no sangue) e nos parâmetros antropométricos (perímetro da cintura) dos participantes.

Luta contra o cancro
Segundo especialistas na área da naturopatia, os flavonóides presentes no cacau atuam na recuperação das células cancerígenas e os alcalóides dos grãos de cacau têm um efeito estimulante no cérebro, auxiliando na prevenção de doenças degenerativas.

Para além disto, quando alguém é diagnosticado com cancro tem a necessidade e reduzir (ou até eliminar) o consumo de açúcar – para evitar o “choque” da privação do consumo desse alimento é recomendado o consumo de um quadrado de cacau acima dos 70%, duas a três vezes por dia, para assim se fazer uma transição mais calma para este substituto.

O chocolate amargo tem também uma percentagem elevada de fibra, um poderoso aliado no combate às doenças do intestino, como é o caso do cancro do cólon.

Tromboses, diabetes e trânsito intestinal
Os antioxidantes flavonóides são também poderosos aliados na prevenção de tromboses e reduzem o risco de diabetes, ajudando no combate à resistência à insulina.

Para além disso, em conjunto com um outro fitonutriente chamado catequinas, ajuda a regular o intestino, aumentando a quantidade de bifidobactérias e lactobacillus, ótimas para a saúde.

Melhoria da circulação e controlo da inflamação
Por melhorar a circulação sanguínea, a memória e a cognição, o consumo de cacau pode ter um efeito benéfico na prevenção de demência e derrames.
Já as inflamações tendem a ser mais controladas pela redução da quantidade de proteína C reativa no sangue.

Viver mais feliz!
Sim, é mesmo verdade! O cacau melhora o humor, ajuda a combater a depressão e a ansiedade por aumentar a produção de serotonina. Já não é desculpa, é uma evidência científica!

Inês Barbosa


Autor(a):
Fonte:

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close