FYI

Jet Lag

Na língua portuguesa ainda não existe uma tradução perfeita para “jet lag”, mas a expressão pode ser explicada como uma mudança atenuante no metabolismo do indivíduo, causando cansaço, irritação e, em muitos casos, enjoos e fadiga. Esse distúrbio ocorre quando alguém viaja para muito longe, onde o fuso horário é diferente do lugar onde se vive. Quanto mais longe a pessoa viajar, maior será o “jet lag” e, por consequência, o tempo que leva para se habituar à diferença horária.

Explicando em termos científicos, o nosso “relógio interno” produz melatonina, hormona que envia glicose para as nossas células, o que resulta em energia. Ou seja, estamos dispostos no horário em que está “programado” para estarmos acordados. Porém, essa disposição acaba e no momento em que chegamos ao nosso destino, estaremos cansados quando a cidade estiver a todo o gás.   

Isso significa que o nosso “relógio interno” será completamente afetado caso estejamos acordados num horário no qual estamos habituados a dormir. Investigadores da Universidade de Maryland concluíram, em 2016, que é bem pior viajar em direção a leste, uma vez que o nosso corpo opera num horário de 24,5 horas em vez das 24 horas que contamos. Isso faz parecer que o dia está a passar mais devagar.

Kika

Redes Sociais - Comentários

Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close