FYIBlog

15 “FACTOS” QUE NÃO PASSAM DE MITOS

15 “FACTOS” QUE NÃO PASSAM DE MITOS-mundo-mileniostadium
Foto: DR

Existem ideias que circulam há tanto tempo por aí que, de tanto serem repetidas acabaram por se consolidar como se fossem factos verdadeiros. No entanto, muitas delas não passam de mitos que já foram explicados e derrubados por historiadores e cientistas. Hoje, e claro, a propósito do tema do nosso jornal esta semana, reunimos 15 desses factos para que percebam que não passam de pequenas mentirinhas:

Portanto, ao contrário do que dizem por aí…

  1. Quando exageramos no consumo de bebidas alcoólicas, não matamos milhares de nossos neurónios;
  2. Os seres humanos não usam apenas 10% da sua capacidade cerebral;
  3. Os peixes-dourados não têm memórias de apenas três segundos;
  4. A Grande Muralha da China não é visível do espaço;
  5. Os camaleões não mudam de cor para se camuflar num determinado ambiente;
  6. Nós não perdemos mais calor corporal pela cabeça;
  7. As unhas e os cabelos não continuam a crescer depois de morremos;
  8. Napoleão Bonaparte não era tão baixinho como toda a gente pensa;
  9. Os elefantes não se retiram para um local secreto quando pressentem que estão prestes a morrer;
  10. Os raios não só podem, como frequentemente caem duas vezes no mesmo lugar;
  11. As avestruzes não enterram a cabeça na terra para se esconderem de predadores;
  12. O aquecimento global não é uma conspiração inventada por cientistas;
  13. As pessoas da época de Cristóvão Colombo já sabiam que a Terra era redonda;
  14. A Lua Cheia não tem um lado escuro nem afeta o humor;
  15. Thomas Edison não foi o responsável pela invenção da lâmpada incandescente, mas sim da sua primeira versão comercializável.
15 “FACTOS” QUE NÃO PASSAM DE MITOS-mundo-mileniostadium
Fotos: DR

Bónus:

O consumo de açúcar não faz com que as crianças fiquem hiperativas

Diversos estudos foram conduzidos — pelo menos 12! — para descobrir como as crianças reagem a dietas contendo diferentes níveis de açúcar. Nenhum deles, nem mesmo os que focaram em crianças diagnosticadas com transtorno do deficit de atenção com hiperatividade, apontou qualquer diferença comportamental após o consumo de alimentos ricos em açúcares, incluindo chocolate, doces e fontes naturais da substância.

Kika/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER