Entretenimento

Cantora Dina vive momentos dramáticos enquanto aguarda por um transplante de pulmão

A vencedora do Festival da Canção com ‘Amor de Água Fresca’ vive dias de agonia tudo porque já não consegue respirar sem a ajuda de uma botija de oxigénio que a mantém viva. Só um transplante de pulmão lhe pode melhorar a qualidade de vida que uma fibrose pulmonar galopante lhe roubou.
Já não canta, já não toca e raramente sai de casa. Este é o retrato de Dina, a mulher que venceu o Festival da Canção da RTP com uma música da qual ainda todos nos lembramos: “Amor de Água Fresca”.
Em 2006 foi-lhe diagnosticada uma fibrose pulmonar galopante que aos poucos lhe foi roubando a qualidade de vida.
Onze anos após o terrível diagnóstico, a cantora já só consegue respirar com um auxílio exterior. Recebe ajuda permanente de botija de oxigénio ligada 24 horas por dia.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER