Entretenimento

“A forma da água” é o grande vencedor dos Óscares

A liderar a corrida à 90.ª edição dos Óscares, “A forma da água” conquistou quatro das 13 estatuetas douradas para que estava indicado, dando ao mexicano Guillermo del Toro o Óscar de Melhor Filme e de Melhor Realização. Frances McDormand e Sam Rockwell venceram nas categorias de interpretação, numa noite marcada pela diversidade e discursos de inclusão.

“Sou imigrante”, começou por dizer Guillermo del Toro quando ergueu o Óscar de Melhor Realização, depois de “A forma da água” já ter conquistado os Óscares de Melhor Banda Sonora Original e Melhor Cenografia e antes de ser coroado como grande vencedor da noite ao arrebatar a estatueta dourada para Melhor Filme.

“Coco”, a animação da Disney Pixar que explora a cultura e tradição mexicanas, conquistou o galardão para Melhor Filme de Animação e o guionista Lee Unkrich fez questão de mencionar a importância de mostrar diferentes realidades e fomentar a inclusão. “As pessoas marginalizadas merecem ter um sentido de pertença. A representação é importante”, disse durante o discurso de vitória. A animação também conquistou o Óscar de Melhor Canção Original, com “Remember me”, e Kristen Anderson-Lopez, que partilha os créditos da canção com Robert Lopez, salientou a diversidade de género existente nesta categoria: “É quase 50-50. Quem me dera que todas as categorias fossem como esta”.

“Linha fantasma” conquistou o galardão na categoria de Melhor Guarda-Roupa e nas categorias técnicas, “Dunkirk”, de Christopher Nolan, conquistou Melhor Montagem de Som, Melhor Mistura de Som e Melhor Montagem. “Blade Runner 2049” venceu os Melhores Efeitos Visuais, assim como Melhor Fotografia.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER