Ambiente

Terra Viva – Velocidade vertiginosa

Sentimos que o nosso planeta se move, porque os dias nos deixam ver o Sol, a Lua e os astros desfilarem no firmamento. Aparentemente a sua velocidade é lenta, apenas e só aparentemente, porque os diversos movimentos são de velocidades vertiginosas.

A Terra tem vários movimentos – rotação, translação e ainda se desloca integrada no sistema solar no seu movimento em torno do centro da Via Láctea.

O movimento giratório do nosso planeta sobre si próprio, que é conhecido por rotação, tem uma velocidade de 1.674Km por hora. É esta rotação que nos dá os dias com 24h, mais precisamente, 23 horas, 56 minutos, 4 segundos e 9 centésimos, medidos na linha do equador, que tem um perímetro aproximado de 40.075Km. Para se perceber em que sentido a Terra roda sobre si própria, imaginemos que se observa o planeta a partir do espaço exterior: para um observador nessa situação, este veria a Terra rodar da sua esquerda para a sua direita.

Translação – A Terra roda em volta do Sol à velocidade de cerca de 107.208Km por hora, demorando 365,25 dias a percorrer os 930 milhões de Km de uma volta completa. Como o eixo de rotação é inclinado, durante a volta, a exposição dos hemisférios à radiação solar vai variando, sendo esse o mecanismo responsável pelas estações do ano. De notar que essa órbita não é um perfeito círculo, mas sim elíptica e além disso excêntrica, sendo a maior distância apelidada de Afélio, com 152,1 milhões de Km que se verifica nos primeiros dias de julho, e a distância mais próxima da nossa estrela apelidada de Periélio, com 147,1 milhões de Km que acontece nos primeiros dias de janeiro.

O movimento de translação de todo o sistema solar em volta do centro da Via Láctea (a nossa galáxia) tem uma velocidade de cerca de 903.600Km por hora, calculando-se que demorará cerca de 225 a 250 milhões de anos a dar uma volta completa (ano galáctico).

Resumindo, rodamos sobre nós próprios a 1.674Km por hora, rodamos à volta do Sol a 107.208Km por hora e ainda vamos a viajar à volta da Via Láctea à incrível velocidade de 903.600Km.

Vivemos, no entanto, iludidos que tudo é mais ou menos estável e lento. Como não sentimos não percebemos a velocidade vertiginosa a que viajamos no Universo.

Se, de vez em quando, pensarmos nestes números entenderemos melhor a nossa insignificância, mas também constataremos a nossa sorte e a beleza fantástica da Terra e do cosmos, respeitaremos e admiraremos duma forma mais intensa a vida e a natureza.

Paulo Gil Cardoso

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW