AmbienteBlog

“Dolorosamente rara e bela”

Terra Viva

Dolorosamente rara e bela-mundo-mileniostadium

Numa noite estrelada, parece-nos que o Universo é bastante preenchido por estrelas, planetas e galáxias, porém é o vazio que impera.

Atualmente a dita matéria ordinária, observável, que inclui estrelas e galáxias, corresponde apenas a 4,9% do Universo. Considerando apenas este tipo de matéria, a densidade é aproximadamente equivalente a um protão por quatro metros cúbicos.

Grande parte dos átomos dos cosmos estão aglomerados, constituindo 300 mil triliões (3×1023) de estrelas, estas por sua vez agrupam-se em 100 mil milhões (1011) de galáxias, muitas das quais estão também agrupadas em aglomerados e superaglomerados. A nossa galáxia, a Via Láctea, integra o conjunto composto por 54 galáxias, de nome Grupo Local, e este por sua vez faz parte do Superaglomerado Laniakea, que tem mais de 100 mil galáxias. O diâmetro de Laniakea tem aproximadamente 520 milhões de anos-luz.

Nesta imensidão toda, apesar destes números, o vazio prevalece. Se vindo de fora do Universo um objeto fosse introduzido aleatoriamente, a probabilidade de acertar um planeta seria de um para 3 mil quintiliões (1033).

Sendo o cosmos 95,1% vazio (não considerando matéria-escura, antimatéria e outros componentes), leva a que Terra seja um lugar absolutamente único no seio de um imenso e incompreensível espaço deserto, menor que um grão de areia, só e perdido nos oceanos.

O ambiente mais comum no Universo é o vácuo. No meio desta escura noite galáctica, qualquer estrela ou planeta são incrivelmente escassos e, por tal, de uma beleza incomensurável.

Este planeta onde vivemos, a que chamamos Terra, ainda mais excecional e avassaladoramente se afirma como um lugar singular, pois por enquanto é o único que conhecemos com vida.

Mesmo que a vida seja mais comum no Universo do que até aqui nos pareceu, este pequeníssimo ponto azul será sempre o lar que partilhamos com seres vivos inéditos e excecionais. Despertemos para a noção de que este planeta alberga milhares de milhões de seres dependentes da dinâmica do cosmos, mas também dependentes uns dos outros, todos aconchegados num verdadeiro berço sagrado. Um lugar singular.

A Terra é uma preciosidade. Como diria Sagan: “dolorosamente rara e bela”.

Paulo Gil Cardoso/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Não perca também
Close
Back to top button

DONATE NOW