Temas de Capa

Viajar em tempo viral

Viajar em tempo viral-temacapa-mileniostadium
Viajar com precaução. Sempre. Faça o teste quantas vezes for necessário. Foto: DR

 

Caro leitor,

Espero-o bem, descontraído e, pelo menos, já mais habituado a idade “viral de pandemia“ que atravessamos.

Conte-me de si… se me quiser responder, elaborarei com certeza um artigo baseado na sua experiência.  Fica o desafio. No final do artigo, deixo-lhe o meu contacto.

E em altura de quase, senão já, de férias.  Como está o seu estado de ânimo?

Resolveu adiar ou ser aventureiro e visitar a família e, porque não, desfrutar de uns dias de bem merecido descanso? Ou prefere aguardar por dias melhores ?

E para quem não teve tempo de reparar, a pandemia é muito mais desgastante do que, propriamente, semana após semana de trabalho árduo.

Viajar sem receio. É possível?!  Claro. Tomando as devidas precauções. E tentar estar o mais tranquilo possível. É que também, pouco a pouco, teremos de começar a perder este pavor que nos acompanha. De que todo e qualquer ser humano é “o inimigo”. Então não sairíamos jamais de casa, jamais trabalharíamos e por aí em diante.  Há que ter muito respeito.  Mas não entrar em pânico total.

Já lá diz o ditado – “O que é nosso, não se põe a porta do vizinho”.

Viajar com precaução. Sempre. Faça o teste quantas vezes for necessário. Eu já fiz duas vezes. Não por suspeitas, mas simplesmente para descarga de consciência.  Para saber propriamente o que me rodeia.  Viajar? Sim, claro. Há que movimentar a economia. Essa história de nos isolarmos eternamente no casulo também se torna complicado. Mas, uma vez mais e por favor, não leve a minha opinião à risca.  Todo o cuidado é pouco.  Mas há que começar a olear a economia.  O impacto está a ser devastador. Os prejuízos imensos. Os traumas maiores ainda.

Ficar em casa é prevenção?  Tratar de agir com cautela também é prevenção. Começar a olear a máquina que nos movimenta.  Máquina chamada de mundo. De economia global.

Fique bem. Em segurança e, principalmente, com muita saúde.

Ah… cá fica o meu contacto – [email protected] . Disponha. E, por favor, utilize para o bem. O mundo precisa de bem. O mau, esse, já vem em demasia.

Cristina da Costa/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW