Temas de Capa

Serviços sociais continuam em teletrabalho

Cidália Pereira é conselheira no Abrigo Centre em Toronto e desde o início da pandemia que a sua forma de trabalhar mudou. Agora o atendimento ao público é feito através do telefone ou por e-mail e a instituição ainda não sabe quando e como é que o regresso à nova realidade vai acontecer.

Durante a pandemia o Abrigo Centre tem notado um aumento dos pedidos de ajuda financeira e o contacto com alguns dos idosos é feito através das redes sociais.  

Milénio Stadium: Embora a província esteja a reabrir alguns setores da economia, Ontário encoraja as empresas a manterem o teletrabalho sempre que possível. O Abrigo vai continuar em teletrabalho?

Cidália Pereira: O Centro Abrigo vai continuar a prestar apoio através do telefone ou por e-mail. Estamos a trabalhar num plano e a preparar-nos para abrir com serviços modificados num futuro próximo. Quando será essa data? É difícil dar uma resposta concreta neste momento.

MS: Os programas de atividades vão reabrir com as novas regras de saúde e segurança pública? Os idosos vão ter de frequentar a instituição com máscara?

CP: O Centro Abrigo seguirá todas as recomendações e regras estabelecidas pelo Governo Municipal e Provincial no que diz respeito à saúde e segurança do nosso público. Neste momento, com as limitações para conter a COVID-19, não sabemos como vamos manter as atividades de grupo, como o grupo de seniores Grupo Vida e Esperança. Temos esperança que mais cedo ou mais tarde vamos poder juntar os nossos seniores e que o Grupo Vida e Esperança vai voltar a funcionar ainda que de uma forma diferente. Com tudo que está a acontecer, a segurança e bem-estar dos seniores, dos clientes e dos funcionários vai ser a prioridade para o Centro Abrigo.

MS: O Abrigo candidatou-se a algum programa de apoio federal ou provincial?

CP: Nós estamos a avaliar todas as opções, incluindo o programa federal Temporary Wage Subsidy. O programa pode pagar até 75% dos salários dos funcionários e as associações sem fins lucrativos podem candidatar-se. O programa tem efeitos retroativos e é válido durante 24 semanas.

MS: O número de pedidos de ajuda aumentou com o COVID-19? Há mais denúncias de violência doméstica? E no núcleo familiar, muitas famílias perderam rendimentos devido à pandemia?

CP: Ao longo destes dois meses recebemos um número de chamadas telefónicas sobre a violência doméstica um pouco abaixo do nosso nível habitual. Isto pode ser porque as mulheres estão passando a maioria dos dias isoladas em casa com os seus parceiros abusadores. O que estamos registando é um grande número de telefonemas sobre problemas financeiros. Uma boa parte dos clientes que ligam para o Centro Abrigo perdeu o emprego e estão preocupados em como é que vão comprar comida e pagar a renda e as contas. As conselheiras passam um bom tempo com os clientes ajudando a aplicar para os programas de ajuda federal.

MS: O Governo Federal prometeu uma ajuda extra de $500 para os idosos. Como é que os nossos idosos têm vivido durante a pandemia? Recorrem ao serviço de entrega para comprar mercearia e medicamentos? Continuam a utilizar o TTC ou passaram a utilizar mais táxi ou Uber?

CP: A maioria dos seniores do Grupo Vida e Esperança estão em isolamento nas suas casas e poucos saem para a rua. Por um bom tempo, os seniores sentiram uma grande saudade do Grupo e dos seus amigos. Nós estamos, todas nós, nos adaptando e aceitando a nossa nova realidade. Muitos têm família ou amigos para lhes ajudar com mercearias e medicamentos e assim estão aguentando esta pandemia. O Centro Abrigo lançou um grupo no Facebook especificamente para os nossos seniores e temos mais de 40 indivíduos inscritos. O uso da tecnologia e do Facebook, tem sido uma ótima maneira de partilhar informação e manter o contacto social entre ambos.

Os benefícios federais para os nossos idosos são dois: um é de $300 para quem recebe o Reforma de Idade ou seja a “OAS – Old Age Pension” e o outro apoio é de $200 para aqueles seniores que recebem o Suplemento, o “GIS – Guaranteed Income Suplemente”. O segundo apoio é para aqueles seniores que não alcançam a reforma mínima.

Joana Leal/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW