Temas de Capa

Por dias melhores

por dias melhores-capa-mileniostadium
O uso obrigatório de máscaras segundo a Direção Geral de Saúde do Canada e a WHO, Organização Mundial da Saúde. Foto: DR

 

Caro leitor/a,

Muito bom dia, excelente sexta-feira para si.

Mais uma cambalhota e chegados a mais um fim de semana.  Esta semana vou ficar num tópico no qual todos nos opinamos de forma diferente .

O uso obrigatório de máscaras segundo a Direção Geral de Saúde do Canada e a WHO, Organização Mundial da Saúde.

Ah e não esquecer, o tomar ou o rejeitar das vacinas que supostamente irão prevenir a propagação da pandemia viral pela qual passamos nós neste ano bissexto de 2020.

Primeiramente, a utilização obrigatória de máscara.  Sim. Inconveniente , causa mau estar, alergia, falta de ar, etc. Somam-se a estes vários outros componentes que, todos e cada um de nós opina acerca. Inclusive eu, de o porquê de temos de utilizar este “açaime”.  Sim. Mas por todas estas “desculpas” de isto e daquilo. Faz falta. Tem de ser não há volta a dar. Sabe porquê?

Porque o reverso da medalha poderá e terá com toda a certeza consequências muito piores para todos nós enquanto sociedade global.

Ninguém gosta mas é o que é. Retrocedemos no tempo uns aninhos e leiam então.

“ A gripe espanhola, também conhecida como gripe de 1918, foi uma vasta e mortal pandemia do vírus influenza. De janeiro de 1918 a dezembro de 1920, infetou uma estimativa de 500 milhões de pessoas, cerca de um quarto da população mundial na época. Estima-se que o número de mortos esteja entre 17 milhões e 50 milhões, e possivelmente até 100 milhões, tornando-a uma das epidemias mais mortais da história da humanidade. A gripe espanhola foi a primeira de duas pandemias causadas pelo influenzavirus H1N1, sendo a segunda ocorrida em 2009”.

Pondo isto ao de cima.  A levantar fervura, já nesta primeira pandemia o uso de máscara foi obrigatório. Também se contestou, esperneou. Mas, teve de ser e foi.

Pulando agora  para a vacinação provável que se avista no horizonte

Vou ficar um pouco como o gato.

Escondida com o rabo de fora.

Não estou plenamente convencida por ora, a não ser que venha daí uma vacina milagrosa, que desse tipo ainda não há nenhuma , mas algumas aproximam-se o suficiente.  Há a prevenção. O evitar de maior catástrofe. Sim senhora.  De acordo.

Mas, enquanto a vacina para a Covid-19 seja eficaz, eu fico-me por aqui. “Opinião estritamente pessoal”.

Em mim não será injetada. Pois tenho habilidade para muita coisas mas, para ser cobaia ou rato de laboratório, ainda não estudei para isso.

Fico-me este ano pela vacina da gripe. Vou retomar esse hábito que havia perdido e esperar com toda a cautela e tomando todas as prevenções e medidas imputadas. Por dias melhores.

Ah… e não se esqueça… a opinião é minha e não é escrita, de forma alguma, com a intenção de manipular ou forçar alguém a pensar como eu.

Fiquem bem.

Bom fim de semana e até breve se Deus e os homens quiserem.

Cristina Da Costa/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW