Temas de CapaBlog

O multiculturalismo e a diversidade cultural no Canadá

O multiculturalismo e a diversidade-canada-mileniostadium
Foto: DR

O multiculturalismo é conhecido como um fenómeno que estabelece a coexistência de várias culturas num mesmo espaço territorial e nacional. Uma das principais características do multiculturalismo é que tende a combinar elementos de diversas culturas numa nova e diferente expressão cultural.

Em outubro de 1971, o antigo primeiro–ministro Pierre Elliott Trudeau declarou na Câmara dos Comuns que as políticas bilingues e multiculturais seriam implementadas no Canadá. De acordo com a Immigration Refugees and Citizenship Canada (IRCC) em 1971, o Canadá foi o primeiro país do mundo a adotar o multiculturismo como política oficial.

Um dos resultados dessa declaração foi o “Canadian Multiculturalismo Act” ou a lei de multiculturalismo canadiano que visa preservar e aumentar a diversidade cultural no Canadá, realçando que todas as formas de manifestação cultural são toleradas e respeitadas na sociedade do país. Lembrando que muitas outras leis políticas e socias foram feitas, como a igualdade no acesso aos empregos e a proibição de qualquer forma de discriminação étnica, racial, de origem, cor ou sexo. Estas leis foram criadas com o propósito de proteger os direitos dos cidadãos com ações e regras em todos os níveis do governo.

Tudo isso mostra como o governo federal tem o multiculturalismo e a celebração da diversidade como uma prioridade a ser defendida e como marca indelével na história do crescimento e desenvolvimento deste país.

Quanto à integração de diversas etnias, eu acredito que ainda temos um caminho por percorrer, sobretudo em relação aos papéis preponderantes na sociedade. Podemos ver como as empresas e a sociedade ainda olham para as chamadas minorias. A alegada falta de talentos ou pessoas capazes para liderança em empresas públicas, privadas e no mercado em geral, foi criada baseada em narrativas falsas, e podemos ver este reflexo a todos os níveis sociais. Esta é uma situação que precisa de ser mudada para podermos caminhar todos juntos. Recentemente reacendeu um debate sobre igualdade e poder corporativo e foi possíver a realidade no Canadá. Eu acredito que as empresas têm uma oportunidade única para fazer uma abordagem mais agressiva e definir objetivos concretos.

Um estudo da Statistics Canada, feito em 2016, mostra a representação das minorias visíveis na população do Canadá. Desde a comunidade sul asiática (25.1%), negra (15.6%), árabe (6.8%) a outras culturas que ocupam o país. No entanto, quando olhamos para o mercado de trabalho, não encontramos correspondência destas percentagens. O que chama a nossa atenção para a (des)igualdade de oportunidades. (Veja o gráfico).

O multiculturalismo e a diversidade-canada-mileniostadium
Gráfico: Bloomberg

A promoção da igualdade de oportunidades é um princípio fundamental da justiça social. O que significa que todos os recursos devem ser utilizados de maneira a garantir que todos têm as mesmas oportunidades desde o “princípio da partida até à meta” e dispôr de ferramentas que possibilitam igualar as oportunidades dos mais desfavorecidos, o que não acontece na sua totalidade.

Ao mesmo tempo, quando olhamos para os media, para as publicidades na rua, na televisão, também assistimos a uma falta de diversidade e multiculturalismo que não espelha a população e as estatísticas do Canadá. O verão em Toronto movimenta milhares de dólares para eventos culturais, festivais gastronómicos das várias etnias e outros convívios para mostrar o que cada cultura tem para oferecer. No entanto, quando terminam as festas, não abraçamos as culturas da mesma forma no nosso dia a dia, nos postos de trabalho e na sociedade.

Ainda temos problemas que precisam de ser resolvidos e discutidos de uma forma honesta e séria. Temos que conversar e pensar sobre quem somos, quais são os valores que queremos levar em frente como canadianos, para onde queremos ir como nação uno e indivisível.

Eu posso dizer que temos um país com vontade de acolher diferentes etnias, raças, hábitos e costumes e podemos continuar a contribuir para fazer delas um autêntico mosaico cultural, justo e verdadeiro.

Francisco Pegado/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW