Temas de CapaBlog

Exceed yourself

Este é o lema da Prozis, empresa portuguesa fundada em 2006 por Miguel Milhão, na altura com apenas 23 anos. As lesões frequentes que foi sofrendo no período em que foi atleta federado de natação fizeram-no perceber que a nutrição desportiva não só era cara como também difícil de conseguir no mercado nacional. “Dois kg de Whey (proteína de soro de leite, rica em aminoácidos essenciais, muito usada pelos desportistas e que favorece a hipertrofia e ajuda na reparação do tecido dos músculos) custavam 85 euros.

 

Exceed yourself-bannerpagetemacapa-mileniostadium
Slogan Prozis

 

A Prozis veio mudar isso e hoje custa 30 euros”, explica Miguel Milhão, que há 14 anos decidiu vender o carro para avançar com o seu próprio negócio, com um capital inicial de 25 mil euros. Menos de uma década depois, conquistou a economia global, e fez da Prozis um referência mundial na área da nutrição desportiva e líder na Europa, faturando milhões por ano, sobretudo graças às vendas online!

DE OLHOS POSTOS NO FUTURO

O crescente sucesso da Prozis obrigou, naturalmente, à criação de unidade fabril, localizada em Póvoa de Lanhoso, dedicada à produção em larga escala, cujo investimento rondou os cinco milhões de euros. As encomendas – maioritariamente feitas através do seu website – atingem os milhares diariamente e são enviadas a mais de um milhão de clientes, espalhados por mais de 100 mercados mundiais, incluindo o canadiano.

 

Exceed yourself-miguel-temacapa-mileniostadium
Miguel Milhão, fundou a Prozis em 2006.

 

A publicidade aos seus produtos e serviços é feita sobretudo através de parcerias: para além de parceira da ATRP (Associação de Trail Running de Portugal), é fornecedora oficial, na área da nutrição, de vários clubes de futebol europeus, como por exemplo o Valência, Mónaco, Benfica, Sporting e F.C. Porto, e são várias as celebridades e influencers que vemos, nas redes sociais, a utilizarem os seus produtos.

Para fazer face à concorrência, a Prozis tem ainda uma grande aposta na área da investigação e desenvolvimento, o que lhe permite não só estar um passo à frente, como também oferecer aos mercados mundiais onde marca presença, produtos, serviços e iniciativas cada vez mais diferenciadas.

E é aqui que reside a diferença e a razão para o sucesso desta empresa com sede em Esposende – é que ela é, na realidade, muito mais do que uma empresa que “simplesmente” comercializa produtos de nutrição desportiva. É sim uma empresa 4.0, com forte componente tecnológica, de logística e serviços, e onde a qualidade é sempre o foco.

A CONQUISTA MUNDIAL

O sonho começou em Portugal mas a maior fatia do total do volume de negócios pertence às exportações – cerca de 80%! Em 2016 faturaram 60 milhões, 84 milhões no ano seguinte e 120 milhões em 2018 – segundo a empresa, este valor continuou a aumentar.

Num mercado que está avaliado,  globalmente, entre os 55 e os 60 mil milhões de euros a expansão internacional com o recurso ao franchising tornou-se na fórmula perfeita para ter sucesso fora de portas: não só diminui os riscos dos investimentos como também fazia uso do conhecimento dos parceiros acerca dos mercados autóctones, evitando assim que a Prozis gastasse tempo e dinheiro a elaborar análises de mercado.

São mais de seis mil as referências que conseguimos adquirir na plataforma online da Prozis, sendo que mais de 1000 são de marca própria e que, todos os dias, seguem para para Itália (25%), Portugal, Espanha e França (40%) e outros 100 mercados (35%).

O MUNDO ENCANTADO  DA PROZIS

Exceed yourself-bannerpagetemacapa-prod-mileniostadium
Whey Protein – Prozis

Ainda que, com o passar dos anos, a Prozis tenha começado a ocupar prateleiras em lojas físicas, o seu principal canal de vendas é o online. Ao navegar na plataforma, podemos encontrar de tudo: produtos para uma alimentação mais saudável, vitaminas, substitutos de refeições, roupa e calçado desportivo, escovas de dentes ultrassónicas, balanças inteligentes, trotinetes elétricas… – e tudo isto consegue estar, segundo a marca, ao menor preço, em nossas casas no prazo 24 horas (ou até menos), caso estejamos em Portugal, ou de dois a 10 dias, no Canadá – está garantida uma excelente experiência de compra, o que faz com que os clientes não hesitem em voltar a fazer uma encomenda e que, melhor ainda, recomendem a marca a familiares e amigos.

A IMPORTÂNCIA DA VENDA ONLINE

Se já vinha a tornar-se na forma preferencial de compras por um largo número de pessoas, com a pandemia que vivemos – e com a quarentena e isolamento social a que fomos (e somos) sujeitos -, a compra online veio, mais uma vez, mostrar, a quem ainda duvidava, que é imprescindível e de extrema importância para a modernização e até sucesso de qualquer negócio.

Em maio, o website da Prozis esteve inacessível durante vários dias em Itália. Sendo que este mercado representa uma faturação anual de 50 milhões de euros, o prejuízo diário, segundo Miguel Milhão, foi de cerca de 150 mil euros.

Segundo dados recentes, as vendas online aumentaram cerca de 180% após o aparecimento da COVID-19. Em Portugal, o peso do e-commerce no total de compras realizadas passou de 9% (valor registado no período anterior à pandemia) para 14% (no período de maior confinamento) e atualmente situa-se nos 11%.

Inês Barbosa/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Não perca também
Close
Back to top button

DONATE NOW