Temas de Capa

Estas eleições

Estas eleições-us-mileniostadium

Pois é. Temem os mais pobres que Donald Trump seja reeleito e os mais ricos que Biden seja o D. Sebastião português que nunca apareceu.

Trump pode ganhar, ainda que as sondagens não lhe sejam favoráveis (menos de 12 pontos) mas em 2016 também Hillary Clinton tinha mais de 15 pontos de vantagem nas sondagens e acabou por perder.

Donald Trump sofreu os efeitos da pandemia. Depois cometeu o erro de a ter escondido durante mais de dois meses. As sucessivas gafes e escândalos não lhe têm sido favoráveis, enquanto Joe Biden apenas tem atrás de si o fantasma do filho que teria, alegadamente, feitos uns negócios na Ucrânia e na Rússia.

Os políticos de hoje não são os do passado. Os idealistas, os patriotas, gente com dignidade e amor pela Pátria, são coisas do passado. Hoje os homens do poder são ricos ou querem sê-lo com o apoio dos seus partidos onde os escudeiros os protegem de tudo o que é mau ou os pode prejudicar.

As redes sociais também não ajudam à festa. O dizer mal ou mentir passou a ser uma dose de crença que até os mais educados e letrados engolem. Não existe a preocupação de contrapor, de investigar.

A América de 2020 não é a mesma de 2019. Nova Iorque é uma cidade vazia, escura, menos alegre e exuberante, menos glamorosa e iluminada, com menos gente e mais medo. As cidades suburbanas onde os portugueses fazem a sua vida sofrem a incerteza e o receio que estas eleições possam dividir ainda mais o país e que o mal lhes caia em cima.

Cá por mim, penso que no dia 3 ninguém saberá ainda quem ganhou, nem no dia 4 e 5 e que o voto por correspondência venha a ser questionado pelo atual Presidente que, com mais um juiz da sua cor no Supremo Tribunal ainda possa fazer mossa no já fragilizado sistema democrático norte-americano.

Com o país parado e a nossa Dundas Street (Ferry Street) às moscas, a solução é a vacina que teima em não aparecer, porque como disse esta semana a Casa Branca já não há esperança de fazer baixar números ou achatar a linha dos infetados. Só nos resta esperar pela vacina.

Luís Pires/Jornalista

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER