Temas de Capa

Doug Ford parece estar a perder a sua batalha contra os professores em Ontário

A batalha de Doug Ford contra os professores das escolas do Ontário está a ir muito, muito mal e uma maioria do público do Ontário está a apoiar os professores em vez de Doug Ford. De acordo com novos dados de pesquisa da EKOS, uma clara maioria dos ontarianos (57%) diz apoiar os professores na disputa em andamento entre o Governo Ford e os professores das escolas do Ontário e menos de um terço dos entrevistados (30%) disseram que estão a  apoiar o Sr. Ford. Um em cada 10 afirmou não apoiar nenhum dos lados.

Doug Ford

 

Surpreendentemente, os dados da pesquisa mostram que um número significativo de conservadores decidiu que não apoiarão Doug Ford nessa luta. Enquanto 87% dos partidários oficiais do NDP do Ontário da oposição e 80% dos partidários de liberais do Ontário dizem que estão com os professores, um quarto dos apoiantes de PC do Ontário não estão em conflito com Ford – na verdade, 22% dos Tories dizem que também estão com os professores.

Os dados da pesquisa, recolhidos entre 15 e 19 de janeiro, aparecem quando o Ministro da Educação parece ter tido dificuldades durante o seu momento de destaque, especificamente quando Stephen Lecce, repetidamente, evitou perguntas básicas sobre os benefícios educacionais do seu plano de ensino on-line durante uma entrevista de rádio com CBC Otava. Lecce já havia defendido o plano ao notar que aproximaria Ontário a um modelo de educação em estados controlados pelos republicanos como “Alabama” e “Arkansas”. Mais tarde, um homem retratado num artigo de Joe Warmington, do Toronto Sun, como um pai comum com raiva de professores, revelou-se um ativista conservador do distrito eleitoral de Lecce, com aparentes conexões com o ministro da Educação.

Documentos obtidos pelo Toronto Star mostram que o governo de Doug Ford está a planear cortes sucessivos para os conselhos escolares do Ontário em 2023. Os estudantes do Ontário desaprovam esmagadoramente o plano do primeiro-ministro Doug Ford de substituir professores humanos por cursos on-line. O Governo do Ontário diz que pretende expandir significativamente a educação obrigatória on-line e eliminar vários milhares de empregos de professores. Uma pesquisa realizada pela OSTA-AECO (Ontario Student Trustees Association) constata que 94,5% dos estudantes do Ontário “desaprovam” o plano de Ford. A pesquisa da associação perguntou a 6.000 alunos com idades compreendidas entre os oito e 12 anos em 60 concelhos escolares de escolas públicas e católicas do Ontário sobre as suas experiências com os atuais programas de e-learning do Ontário.

Entretanto, os professores públicos primários do Ontário planeiam realizar paralisações em toda a província um dia por semana, além das greves em andamento, o que significa que as escolas serão fechadas duas vezes por semana por ação de trabalho. A Federação dos Professores do Ensino Fundamental do Ontário disse que realizará uma greve de um dia em todos os conselhos escolares, onde seus membros trabalham a 6 de fevereiro, se nenhum acordo for alcançado com o Governo da província até o final do mês.

Para mim, parece que alguém está à procura de economizar dinheiro e não para fazer o que as crianças realmente precisam. Para além disso, a ideia de permitir que os alunos obtenham diplomas “inteiramente on-line” é especialmente “esquisita”.

A credibilidade do Governo Ford está em declínio e a a realidade política atual é particularmente prejudicial para o Governo de Doug Ford, porque eles insistiram repetidamente que a mudança para o ensino obrigatório de e-learning foi projetada exclusivamente para ajudar os alunos – e não para cortar os custos na educação. Quem está a aconselhar o premier sobre este assunto?

Peter Ferreira/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW