Temas de Capa

“Custo de vida está mais caro desde que o PM Justin Trudeau foi eleito”

Sanjay Bhatia é o candidato do Partido Conservador a Davenport. Bhatia nasceu na Índia e em 2007 escolheu o Canadá para viver com a esposa e o filho. Como imigrante, o candidato está preocupado com o aumento do custo de vida no país e tem um plano para Davenport.

Milénio Stadium: Porque é que decidiu entrar na política?
Sanjay Bhatia: Nasci em Deli, na Índia, e emigrei para o Canadá em 2007 com a minha mulher e o meu filho. Desde jovem que os meus pais me ensinaram o valor do trabalho árduo e a importância de servir a minha comunidade. Hoje sou dono de uma empresa de transportes e tenho muito orgulho em empregar residentes locais.
Como empreendedor sei o quão difícil é sobreviver sem o apoio do governo. Se trabalhamos muito arduamente devemos ter condições para comprar uma casa, poupar para a reforma e cuidar dos nossos filhos e dos nossos pais. O Partido Conservador vai colocar dinheiro nos nossos bolsos e vai fazer com que isso seja possível. Estou a concorrer para defender os moradores de Davenport e para que eles possam avançar e não apenas sobreviver.

MS: Quais são os seus planos concretos para Davenport?
SB: Davenport tem muitos grupos étnicos oriundos da Europa e não só. Cá moram muitos portugueses, italianos, etc. O meu plano para Davenport é ser uma voz forte em Otava e falar de assuntos como rendimentos baixos, acabar com os impostos sobre o aquecimento doméstico e tornar os benefícios parentais livres de impostos. Os canadianos trabalhadores merecem um governo que trabalhe tão duro quanto eles.

MS: O aumento do custo de vida tem dominado a opinião pública canadiana. Como é que o Partido Conservador vai aliviar a carga fiscal?
SB: Tenho batido às portas em Davenport e todos se queixam que o custo de vida está mais caro desde que o PM Justin Trudeau foi eleito. O Partido Conservador vai equilibrar o orçamento federal e acabar com o terrível imposto sobre o carbono.
Quando as pessoas têm mais dinheiro no bolso têm mais condições para comprar uma casa, poupar para a reforma e cuidar das crianças e dos pais. As empresas vão ter um melhor desempenho e as comunidades ao longo do país, incluindo Davenport, vão criar empregos melhores e mais bem pagos.

MS: O governo vai arrancar agora em setembro com um projeto piloto que vai ajudar 500 trabalhadores da construção civil na GTA. Os trabalhadores indocumentados tornaram-se num dos grandes assuntos de Davenport, sobretudo na comunidade portuguesa.
SB: Os Conservadores vão trabalhar para trazer justiça, ordem e compaixão para o nosso sistema de imigração. Como imigrante no Canadá, sei que as políticas de imigração podem ser boas para a economia, criar bons trabalhos e muito favoráveis para as pessoas que escolheram vir para cá.
MS: Em Davenport temos muitas pequenas e médias empresas que criticam o elevado valor das rendas. Como é que tenciona apoiar estes pequenos empresários?
SB: Como empreendedor, sei o que significa pagar salários e fazer crescer um negócio. Com um governo Liberal no poder, os pequenos empresários têm vindo a enfrentar custos cada vez mais elevados. O imposto sobre o carbono tornou tudo mais caro e praticamente não contribui para a luta global contra as mudanças climáticas. Acredito firmemente no plano do líder do Partido Conservador, Andrew Scheer, que vai diminuir os custos para que os empreendedores possam investir mais dólares suados no crescimento das suas empresas e na criação de empregos.

MS: Em 2018 fundou a “My Indian In Canada”: qual foi o objetivo que o levou à criação desta organização não-governamental?
SB: Esta organização não tem fins lucrativos e ajuda novos imigrantes oriundos da Índia. É uma organização inclusiva que respeita todas as religiões e culturas. Como grupo, podemos alcançar muito mais do que seríamos capazes a nível individual. “My Indians In Canada” é um grupo familiar que acredita no amor, na paz e numa vida saudável.

MS: Trabalhou como voluntário em vários grupos de idosos. Que soluções é que o PC propõe para este grupo de pessoas?
SB: Muitos idosos vivem com rendimentos muito baixos e estão a asfixiar para conseguir aguentar o aumento do custo de vida. Os Conservadores reconhecem que este grupo tem necessidades e desafios únicos e estamos comprometidos a ajudá-los – o governo Conservador tem um plano para tornar a vida dos idosos mais económica. Vamos deixar mais dinheiro nos seus bolsos para que eles possam mais facilmente visitar os netos ou viajar.


Autor(a): Joana Leal
Fonte:

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close