Temas de CapaBlog

“Avós: Raízes e Nós” O que nos diz um título?

“Avós: Raízes e Nós-mileniostadium-toronto
Capa do livro a ser lançado no dia 13 de setembro na Casa do Alentejo em Toronto. Foto: divulgação

Numa publicação que vai ser apresentada neste domingo (13), “Dia dos Avós” no Canadá, reunimos textos de cerca de sessenta autores, que se dispuseram a partilhar testemunhos sobre uma avó ou avô cuja lembrança estivesse presente no seu espírito. Chegaram-nos textos muito diversos, evidenciando, contudo, um denominador comum – os avós não se apagam da memória, e deixam marcas indeléveis nas vidas dos netos mesmo que o relacionamento tenha sido de breve duração, ou até nulo.

A escolha de um título tem como objetivo remeter o leitor para um conjunto de ideias nele apresentadas. Na obra referida “AVÓS: RAÍZES E NÓS”, parece-nos ter ficado claramente implícita a relevância do relacionamento intergeracional que todos, organizadoras e autores, muito valorizamos.

Pese a individualidade de cada um de nós, não podemos ignorar nem as características físicas, nem os traços de caráter que herdamos da nossa família mais próxima. É fundamental abraçar a ideia de que temos as mesmas “raízes”, é precioso que os descendentes reconheçam que, para além dos sinais deixados pelos genes dos avós, falam mais alto as questões de identidade, pertença e cultivo da sua memória como maneira de os homenagear.  À palavra “nós”, de duplo significado, associamos não só o pronome pessoal que nos inclui, mas também o substantivo que significa laços que unem as duas gerações.

Parecem-me ser igualmente expressivos os títulos das narrativas contidas no livro, pois cada autor pretendeu chamar a atenção para o assunto principal que desenvolveu. Assim, como exemplo, indico aqui os títulos selecionados pelos dezanove netos-autores a viver no Canadá, acreditando que traduzem a diversidade de abordagens e, ao mesmo tempo, revelam um enfoque comum – a figura da avó predomina sobre a do avô.

Por ordem alfabética, seguem-se os títulos e indicação dos respetivos autores: “A avó que deixou de cantar” (Manuela Marujo), “A memória que não morre” (Madalena Balça), A minha avó dentro da minha mãe, dentro da minha tia” (Irene Marques), “A minha avó: uma biografia desbotada pela memória” (Humberto da Silva), “À procura de Aurora e de Raul” (Ilda Januário), “As velas de Novembro” (Paulo da Costa), “Avó Lucila de Jesus” (César da Silva), “Avó Mariana” (Teresa Roque), “Carta à avó” (Luciana Graça), “Carta à minha avó Valdomira” (Alexandra Silva), “Lendo com o meu avô” (Emanuel Melo), “Minha avó, Mãe Maria” (Martinho Silva), “Minha Avó e Mãe Luísa” (Joaquina Pires), “O caderninho de capa preta” (Maria da Conceição Nunes), “O linho da minha avó” (Milai Sousa), “O mau” (Fernando Nunes), “Preso no dia 1o Maio” (Aida Jordão), “Vento, chuva e os comboios a passar” (Michael da Silva) e “Uma avó adotiva” (Carmen Carvalho).

Melhor do que quem pensou e organizou esta antologia, será o leitor a julgar o seu interesse. Não foi a primeira vez que nos propusemos publicar um livro deste teor. No seguimento dum congresso dedicado a esta nossa área de pesquisa, em 2010, a Aida Baptista e eu reunimos em “Passos de Nossos Avós”, editado pela Publiçor, trinta e três textos de características semelhantes.

Desta vez, o confinamento a que temos sido forçados, os muitos artigos lidos sobre  o isolamento a que os avós foram sujeitos, as queixas que fomos ouvindo sobre a separação forçada dos netos, serviu de pretexto para se pensar numa outra publicação.

Dedicámos as três muitas horas ao projeto e, em tempo recorde, conseguimos levar a bom termo a publicação. A fada-madrinha foi a Sandra Paula Barradas da editora AlmaLetra que não hesitou em nos incentivar, e se disponibilizou para publicar esta obra  em que muito acredita.

O livro “AVÓS: RAÍZES E NÓS”, organizado por mim, Aida Baptista e Ilda Januário, será apresentado ao público no dia 13 de setembro, na Casa do Alentejo de Toronto. Esperamos que seja recebido com o mesmo carinho com que foi criado.

Manuela Marujo/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW