Temas de Capa

A importância de uma boa gastronomia

Não sou perfeito porque tal coisa não existe, mas considero-me um apaixonado por uma boa gastronomia, pela cultura e turismo. Quando se fala em gastronomia estamos a falar num conjunto de conhecimentos e práticas relacionadas com a cozinha, como a preparação das refeições, a arte de saber saborear e apreciar as iguarias típicas de diferentes regiões.

A gastronomia arrasta milhares de um lado para o outro. O turista se gostar de algo numa determinada região, volta. Está provado. Não importa de onde, mas mais tarde ou mais cedo volta porque ficou com aquele sabor. Um bom negociante para obter bons resultados, antes de convidar o seu cliente, primeiro estuda qual a região que o mesmo mais gosta e depois faz uma surpresa, é quase como que “com um tiro mata dois pássaros” – satisfaz o próprio cliente e vai conhecer novas culturas. Um bom gastrónomo pode gostar muito de uma confeção que até se identifica com a sua pessoa, mas para ter sucesso não pode oferecer o que ele gosta, mas sim o que o cliente aprecia. A gastronomia tem coisas muito interessantes é sem dúvida um casamento – gastronomia e culturas.

Quando nós nos deslocamos a determinada região porque se ouviu dizer que algo muito bom se comia nesse local, passamos a conhecer novas culturas. O nosso país tem uma diversidade gastronómica invejável, podemos viajar de Valença do Minho até Vila Real de Santo António e saborear sempre coisas diferentes e sempre com sabores excelentes.

As diferenças entre Europa e Norte da América divergem no que toca à nossa identidade gastronómica. Por terras americanas, a nossa gastronomia é um pouco pobre. Parece que não nos identificamos com a diversidade que temos para oferecer, nós não somos só o pastel de nata e o frango de churrasco, que é assim que nos identificam gastronomicamente. Já na maior parte dos países europeus temos uma identidade diferente, sem dúvida os pasteis de nata, mas houve uma aposta mais diversificada, que se deu a conhecer fora de portas, do que de bom tem Portugal. Por exemplo, o bacalhau é um dos pratos que nos traz outras culturas a visitar o nosso país, o bom peixe que a nossa costa oferece, a boa carne que Portugal tem, com certificação, em várias regiões do nosso país, tudo isto arrasta milhares nos fins de semana prolongados que visitam Portugal. Por estes lados, a distância não ajudou a que os nossos pioneiros assim o fizessem, não tiveram condições quando cá chegaram para confecionar pratos típicos das nossas regiões, mas ainda hoje se cometem muitos erros quando se diz que se vai comer um cabrito assado no forno. A maior parte das vezes não é cabrito, nem tão pouco assado no forno, mas sim frito e depois vai ao forno. Este tipo de atitudes não nos dá uma boa imagem. Recentemente, falava com uma pessoa que tinha visitado o nosso país e posso dizer-vos que ele veio encantado de Portugal, com a nossa gastronomia, e um dos pratos que mais adorou foi o bacalhau. Tenciona voltar e uma das coisas que o vai obrigar a ir é a gastronomia. São estas coisas que nos fazem diferentes e são muito importantes para o envolvimento de outras culturas. Vem aí um fim de semana que envolve gastronomia e onde espero que se aposte na qualidade do produto.

Os países com turismo de qualidade que envolvem diferentes etnias começaram por apostar numa boa gastronomia. Portugal começou a fazer o mesmo depois da fusão das regiões de turismo quando passou de 19 para 5 mais duas. E hoje o turismo é a grande mola impulsionadora da economia – certas regiões estão esgotadas ou com altas taxas de ocupação turística. Cá está a prova que boa gastronomia traz turismo e diferentes culturas, desde que seja com qualidade. A procura mais intensa dos últimos anos é a evidência de que a cultura local é um intenso atrativo, tendo a gastronomia como importante representante. A gastronomia representa a cultura de uma forma dinâmica, que hoje vem atraindo a atenção de diversos segmentos, como o turismo. Quando procuramos uma alimentação diferente, conhecemos um pouco mais da cultura desse local.

Para terminar, temos de pensar na organização de um festival de gastronomia na nossa comunidade entre regiões, mas com qualidade.

Joana Leal

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER

Close
Close