Portugal

Portugal vai à China buscar material de proteção e aposta no reforço dos testes

Portugal vai à China comprar e recolher material ofertado e prevê reforçar capacidade de testes ao Covid-19. Há 165 profissionais de saúde infetados.

“Há várias linhas de encomendas. Hoje mesmo sai uma avião com destino à China para trazer material. Temos também uma escala nas próximas semanas, tanto para compras de estado como algumas ofertas que têm aparecido”, disse o secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, esta segunda-feira, em conferência de imprensa.

Nos próximos dias vão chegar mais quatro milhões de máscaras (dois milhões de máscaras cirúrgicas e dois milhões FP2), além de 50 mil zaragatoas, essenciais para se fazerem os testes, acrescentou António Lacerda Sales. “Esse material será distribuído consoante as necessidades. Os equipamentos de proteção pessoal são um bem cuja disponibilidade não é, muitas vezes, imediata, temos de fazer uma gestão criteriosa e distribuí-los primeiro onde são mais necessários, ou seja, os profissionais de saúde que estão a tratar doentes Covid e depois aos outros, no mais breve espaço de tempo possível”.

Segundo aquele Governante, o Sistema Nacional de Saúde tem atualmente capacidade para fazer 2500 testes por dia à Covid-19, a que acrescem 1500 nos privados. “No total, temos uma capacidade em stock, de 20 mil testes, entre público e privados”, adiantou.

Leia mais no JN

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Não perca também
Close
Back to top button

DONATE NOW

Close
Close