Portugal

Navio português atacado por piratas em Benim. Governo está a acompanhar o caso

O Ministério do Mar confirmou esta terça-feira à Lusa que Portugal está a acompanhar o ataque ao navio porta-contentores de bandeira portuguesa Tommi Ritscher, mas salientou que compete ao Benim coordenar as eventuais ações a tomar.

“Dado o navio se encontrar dentro do mar territorial do Benim (dentro das 12 milhas náuticas), compete ao estado costeiro a decisão e coordenação das ações a desenvolver”, disse o Ministério do Mar numa resposta enviada à Lusa, na qual explicou que, “tratando-se de um navio com pavilhão português, o assunto está a ser acompanhado pelas autoridades portuguesas, nomeadamente pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, que estão em contacto com o Estado costeiro onde o incidente ocorreu”.

Na madrugada de sábado para domingo o navio porta-contentores “Tommi Ritscher” encontrava-se fundeado no mar territorial do Benim, a cerca de 2,2 milhas náuticas do porto de Cotonou, onde iria fazer escala, quando foi alvo de um ataque de pirataria, confirmou o Governo português.

Com a utilização de uma lancha rápida, os piratas fizeram uma abordagem ao navio durante a madrugada e subiram a bordo. Os alarmes de proteção foram acionados e a tripulação reagiu ao assalto, tendo as forças militares do Benim ido imediatamente para o local.

Leia mais em JN

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

Close
Close