Portugal

Morreram 3750 residentes em lares até 4 de fevereiro

Braga, 13/01/2020 – Idosos que tornaram o lar a sua casa: levam mobílias, objectos curiosos e afetivos e animais de estimação.
Maria da Conceição com a Teca.
(Maria João Gala /Global Imagens)
Estas fotografias não podem ser usadas noutras reportagens

O número de mortes de residentes nos lares portugueses por covid-19 ascende a 3750 desde o início da pandemia e até 4 de fevereiro, mostram números da Direção-geral da Saúde (DGS) obtidos pela Agência Lusa.

Do total de mortes de residentes em lares, 1583 aconteceram entre 4 de janeiro e 4 de fevereiro.

Desde o início da pandemia até ao dia 4 de fevereiro registaram-se em Portugal 3750 óbitos acumulados por covid-19 de pessoas residentes em lares (óbitos ocorridos dentro dos lares ou em hospitais), dos quais 739 no Norte, 1027 no Centro, 1520 em Lisboa e Vale do Tejo, 400 no Alentejo e 64 no Algarve“, revelou hoje a DGS em resposta à Lusa.

Desde 16 de março de 2020 (quando foi anunciada a primeira morte por covid-19 em Portugal), até 4 de janeiro deste ano, registaram-se 2167 óbitos por covid-19 de pessoas residentes em lares – 591 no Norte, 574 no Centro, 841 em Lisboa e Vale do Tejo, 143 no Alentejo e 18 no Algarve -, enquanto entre 4 de janeiro e 4 de fevereiro o número de mortes foi de 1583, 42% do total.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 2.316.812 mortos no mundo, resultantes de mais de 106 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

JN

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER