Portugal

Ministro sobre praxes: “Não é admissível assistir a situações que configurem ações de humilhação”

Ministro sobre praxes: "Não é admissível assistir a situações que configurem ações de humilhação"
O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, usa da palavra durante a sessão “A digitalização na agricultura e na alimentação”, no Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV), em Oeiras, 16 de setembro de 2020. JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

O ministro do Ensino Superior dirigiu-se esta segunda-feira aos estudantes e instituições do ensino superior para pedir um esforço coletivo numa integração digna dos novos alunos e o cumprimento das regras de mitigação da pandemia de covid-19.

Em carta dirigida às associações e federações de estudantes e às instituições de ensino superior, Manuel Heitor lembrou a necessidade de cumprimento das regras determinadas pelas autoridades de saúde, mas também os abusos das praxes nesta altura do ano.

“Como é bem conhecido, o ingresso no ensino superior tem ainda incluído, nalguns poucos casos, práticas contrárias aos ideais de liberdade, respeito e livre-arbítrio dos jovens”, escreveu o ministro na missiva divulgada esta segunda-feira.

Manuel Heitor acrescentou ainda que as manifestações de “abuso, humilhação e subserviência” que, “em certos momentos, têm ocorrido sob o rótulo de praxes académicas”, dentro das instituições ou no espaço público, “prejudicam a credibilidade do ensino superior e conflituam com a missão das instituições e o propósito daqueles que o frequentam”.

Leia mais em JN

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW