Portugal

Ministério da Educação nega substituição de docentes por jovens sem formação

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) acusou esta quinta-feira o Ministério da Educação de estar a aceitar a substituição de professores nas escolas por jovens sem qualificação para lecionar, mas a tutela negou.

Em comunicado, a Fenprof adiantou esta quinta-feira ter solicitado ao Ministério da Educação (ME) esclarecimentos “com caráter de urgência” sobre a entrada nas escolas portuguesas da organização ‘Teach for Portugal’, o “tentáculo nacional” da multinacional ‘Teach for All’, uma organização “que funciona em modo franchising e em grupo fechado” e que a partir da organização inicial, a norte-americana ‘Teach for America’, se alargou a vários países europeus, “funcionando em rede”.

O objetivo da organização original era o de recrutar diplomados, jovens em início de carreira, para “trabalhar nas áreas de maior complexidade social onde, alegadamente, seria mais difícil recrutar professores devidamente qualificados”, refere a estrutura sindical, que acrescenta que a formação para lecionar seria dada de forma intensiva, em poucas semanas, sendo a maioria do treino adquirido no decurso do exercício da lecionação.

 

Leia mais em JN

 

 


Autor(a):
Fonte:

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close