Portugal

Marcelo avalia mais intervenção das Forças Armadas no próximo estado de emergência

O papel dos militares na próxima fase do estado de emergência esteve na agenda da reunião desta terça-feira entre o Presidente da República e o chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, em Belém.

Marcelo Rebelo de Sousa avaliou hoje, com o chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas (CEMGFA), o almirante António Silva Ribeiro, “a participação atual das Forças Armadas no combate à pandemia da Covid-19, bem como a possibilidade de um eventual maior envolvimento das mesmas”, informa nota publicada no site da Presidência.

Também esta terça-feira, o chefe de Estado reuniu com o diretor nacional da PSP, Magina da Silva, e o comandante-geral da GNR, Botelho Miguel, “a quem agradeceu e enalteceu o excecional contributo e profissionalismo” de agentes e militares “no cumprimento da sua vasta missão no combate à pandemia”.

Na sexta-feira (dia 17), o Presidente da República, também chefe supremo das Forças Armadas, deverá renovar o estado de emergência por, pelo menos, mais 15 dias.

JN

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW