Portugal

Detido ladrão que matou idosa há seis anos em Abrantes

O homem de 58 anos tinha assaltado casa de duas irmãs octogenárias em Abrantes há seis anos. A mais nova faleceu após ser intoxicada com éter. O criminoso foi detido em Marselha e extraditado dia 27 deste mês.

Já está em Portugal e ficou em prisão preventiva o homem suspeito de roubar duas idosas, de 93 e 99 anos, em Chaínça. Na madrugada de 20 de maio de 2013, o ladrão arrombou a porta da casa das irmãs e intoxicou-as com éter para concretizar o assalto.

Umbelina Inácio, a mais nova das irmãs, sofreu uma paragem cardiorrespiratória e não resistiu a um edema pulmonar nas vias aéreas. Morreu no mesmo dia já no hospital de Castelo Branco.

O ladrão levou 140 euros em dinheiro e quatro pequenos objetos em ouro.

As diligências de investigação desenvolvidas permitiram identificar o presumível autor dos crimes. Contudo, o suspeito fugiu de Portugal, antes de ser localizado e intercetado, pelo que foi emitido Mandado de Detenção Europeu.

No final do passado mês de novembro, mais de seis anos após o crime, o suspeito, agora com 58 anos, viria a ser localizado, pelas autoridades policiais francesas em estreita articulação com a Policia Judiciária, em Marselha, cidade onde estava a residir após ter passado por vários locais de França, no decorrer da fuga.

Na passada sexta-feira, dia 27 de dezembro, a Polícia Judiciária acompanhou a sua extradição. O suspeito foi apresentado ao tribunal de turno da Comarca de Santarém, sendo-lhe aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Jornal de Notícias

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

VOTE JÁ

Faça a sua nomeação

Close
Close