Portugal

Costa negoceia Orçamento com PCP e Bloco

António Costa tem esta sexta-feira uma ronda de negociações com o BE e com o PCP, em S. Bento, em torno do Orçamento do Estado (OE) para 2020, disse ao JN fonte do Governo.

É a terceira vez que o primeiro-ministro se reúne com os líderes dos partidos à Esquerda do PS para falar do OE, que vai ser votado na generalidade já na próxima semana, mas os contactos regulares para discutir a proposta com outras forças parlamentares decorrem desde novembro, destacou ao JN a mesma fonte. Sublinhou, a propósito dos encontros, os avanços registados em matéria do IVA da eletricidade e do aumento das pensões.

No caso das pensões, recordou que o Governo tirou da proposta a palavra “contributivas” no próprio dia em que a entregou, generalizando desta forma a medida.

Como pano de fundo estará o apelo de Marcelo Rebelo de Sousa, na mensagem de Ano Novo: “esperança quer dizer Governo forte, concretizador e dialogante para corresponder à vontade popular que escolheu continuar o mesmo caminho, mas sem maioria absoluta”.

O presidente do PS, Carlos César, admitiu que, “quando não há maiorias absolutas”, os avanços necessários “dependem sempre da concertação e do diálogo”. Sobre o OE, garantiu que “PS e Governo têm desenvolvido contactos” e revelou que esta sexta-feira iria haver “outras reuniões” envolvendo os partidos com que o PS “tem privilegiado o diálogo”.

Pelo PCP, Rui Fernandes destacou que continuam à espera de respostas do PS: “o diálogo é útil” desde que “sirva para prosseguir avanços e não para encetar políticas de estagnação ou retrocesso”.

Pelo BE, José Gusmão diz que falta “saber” e “decidir se o crescimento tornado possível pela política de devolução de rendimentos, pela qual o Bloco se bateu” será usado para investir no desenvolvimento do país.

Jornal de Notícias

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

Close
Close