Portugal

Autoridades investigam a morte de 60 golfinhos nas praias do Gana

A dolphin is seen on the Pacific Ocean in Monterrico, Santa Rosa department, Guatemala on February 26, 2021. (Photo by Johan ORDONEZ / AFP)

Cerca de 60 golfinhos e outras espécies de animais marinhos deram à costa mortos em três praias da costa do Gana, no Golfo da Guiné. Ainda não conhecidas as causas da morte destes animais e as autoridades dizem estar a investigar o caso.

“Ao chegar à praia, a equipa notou um grande número de pequenos peixes pelágicos (sardinha, anchova, entre outros) e de espécies demersais (dourada, robalo, pescada) que foram arrastados para a praia”, revelou Michael Arthur-Dadzie, diretor-geral da Comissão Nacional das Pescas, em comunicado.

“Contamos cerca de 60 golfinhos mortos aqui sozinhos na praia e outros peixes menores. É muito estranho e realmente não podemos dizer o que aconteceu”, disse Samuel Obeng, um pescador de Axim, na região oeste, à imprensa.

Devido à natureza do caso, as autoridades emitiram um alerta contra o consumo de golfinhos e outras espécies de peixes, uma vez que ainda não é conhecida a causa das mortes.

De acordo com a Comissão de Pesca do Gana, é um acontecimento raro os peixes chegarem em tão elevado número. Para além do mais, após primeiras observações, “os peixes não apresentavam lesões nem ferimentos” diz o comunicado, acrescentando que várias amostras foram recolhidas para análises laboratoriais, a fim de tentar determinar as causas do fenómeno.

Da mesma forma, em fevereiro, 111 golfinhos foram encontrados mortos no arquipélago de Bazaruto, ao largo de Inhambane, no sul de Moçambique. Um estudo preliminar feito pelo Ministério da Terra e Ambiente do país sugere que os golfinhos podem ter sido capturados na maré baixa após o ciclone tropical Guambe.

“Asseguramos a todos que estamos a trabalhar arduamente para determinar a verdadeira causa da morte dos peixes”, conclui Michael.

JN

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER