Opinião

Trudeau: “O erro que cometemos foi meu, e eu me responsabilizo por isso”.

Para aqueles de nós que prestamos atenção aos eventos políticos atuais no Canadá, as últimas semanas foram surpreendentes. O clima quente influenciou as decisões tomadas pelo primeiro-ministro ao falar do fiasco das instituições de caridade We? Não me lembro de um verão político, recente, tão quente.

 

Trudeau-O erro que cometem-opiniao-mileniostadium
O primeiro ministro Justin Trudeau, foi publicamente a TV pedir desculpas sobre o envolvimento financeiro de WE Charities e a sua família. Cartoon: Stella Jurgen

 

Agora sabemos que a confusão do primeiro-ministro e dos irmãos Kielburger foi lamentável e isso é muito triste. Nós, canadianos, recordaremos outras situações em que o julgamento do primeiro-ministro foi questionado. Houve as férias na ilha particular de Aga Khan, o caso SNC-Lavalin, onde foi aplicada pressão ao então ministro da Justiça no desempenho dos seus deveres e claro, a pintura do seu rosto preto em inúmeras ocasiões.

Este negócio com a WE Charities, à primeira vista, parece ser um escândalo.  O encerramento do Parlamento não faz nada para esclarecer o que realmente aconteceu. Para aqueles que não notaram, o Parlamento não está em sessão há meses e a pandemia foi responsabilizada por isso. Não há oposição efetiva presente, nem período de perguntas, enquanto o Canadá regista défices próximos a $350 mil milhões. Os conservadores estão no processo de escolher um novo líder e, uma vez feito isso, se as pesquisas estiverem corretas, o vencedor não poderá ter assento no Parlamento até que seja convocada uma pré-eleição, assumindo que um deputado desistirá do seu assento.

Para ser justo com o primeiro-ministro, ele desculpou-se por não se recusar quando foi decidido conceder às instituições de caridade WE o contrato de 20 milhões de dólares para distribuir os $900 milhões aos estudantes voluntários durante o verão. O ministro das Finanças também demonstrou remorsos pela sua decisão de estar na sala quando essa ação foi tomada.

Como agora sabemos, Trudeau tem amplos laços com a WE. Sabemos que ele estava associado à WE desde, pelo menos, 2008 e que pagaram mais de $350.000 a membros da família de Trudeau, ostensivamente, como honorários pelos seus discursos. Margaret Trudeau, sua mãe, recebeu um total de $312.000 e Alexandre Trudeau, seu irmão, recebeu $40.000 desde 2016.

Também sabemos que a filha do ministro das Finanças, Bill Morneau, que trabalha para a WE, tem conexões com esta entidade, e em 2019 Morneau passou $3 milhões à WE noutro programa do nosso Governo. Em termos simples, usar o dinheiro público e desviá-lo para o benefício de políticos, funcionários ou membros de suas famílias é contrário ao Código Penal. Havia algum engano ou falsidade envolvida? Inicialmente, era dito que nenhum membro da família Trudeau tinha sido pago pela organização – isso claramente não é o caso, dadas as recentes revelações.

Trudeau também disse que a WE era a única organização que possuía a rede nacional capaz de operar esse tipo de programa para jovens. Não há instituições de caridade respeitáveis com escritórios em vários locais do Canadá que poderiam administrar esse programa de voluntariado para jovens? A WE Charity retirou-se do contrato com o Governo na semana passada, depois do acordo ter sido recebido com indignação pública.

É digno de uma investigação policial? O RCMP deve investigar e determinar se um crime ou crimes foram cometidos? Com o tempo, saberemos o que realmente motivou essa ação. Dados os escândalos anteriores que ainda não foram concluídos pela agência policial federal, não tenho muita esperança de chegar ao fundo desta questão.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW