Opinião

That’s the name of the game!!!

Quantas vezes as coisas não correm como o esperado… Saímos de casa depois de decidir ir a algures para desfrutar de algo diferente e fazer um convívio com amigos e algo corre de maneira diferente ao que tínhamos imaginado. Simplificando a coisa, “that is the name of the game”! Por isso é que há coisas para todos os gostos e feitios e cada ser deve sentir-se da melhor forma e nunca ter expetativas altas em nada. A vida rola como uma bola, tudo depende para onde se chuta. Devemos sempre chutar para o melhor lado. O que nunca será o melhor são as histórias do arco da velha – sempre ouvi dizer que o barato sai caro e o dito ou especulado caro, pode sair barato. É muito importante saber distinguir a qualidade da quantidade. Embora fiquem bem juntas, é preciso saber apreciar a qualidade em primeiro lugar – do serviço, do produto, a simpatia, o profissionalismo, a rapidez e ver que há conhecimento. Não esquecendo nunca que não existe perfeição em nada. 

Estava um grupo de amigos sentados numa mesa, sem nada ter sido planeado, simplesmente numa de convívio. Pelos vistos as expetativas eram altas no que tocava ao que se falava sobre determinado local, mas ficou aquém do esperado. Longe de convencer os apreciadores da qualidade, até a quantidade ficou aquém do esperado, por um latino.

Aqui entra o “that’s the name of the game”. qualidade para a maioria não significa nada para o que outros dão valor e apreciam. O que é Qualidade? Qualidade é um conceito que se deve aplicar em tudo o que está relacionado com perceções de indivíduos, fatores culturais, produtos ou serviços prestados. E acreditem que as expetativas influenciam diretamente em tudo. Qualidade pode ser a nossa própria qualidade de vida, a qualidade do que comemos e bebemos, a qualidade da forma como tratamos os outros. A qualidade aplica-se a tudo e, por várias vezes, não nos é prestado o serviço que esperamos nem a qualidade do produto que estamos a consumir. Ouvimos falar uma grande percentagem do quão bom é aquele local e ficamos logo com expetativas muito altas e levamos uma desilusão. Foi isso que aconteceu a esse grupo – a maior parte ficou completamente desiludida com a qualidade que lhes foi apresentada – (não vou descrever aqui a forma do atendimento porque então a nota seria mínima).  Por isso mesmo, cada vez defendo mais o controlo de qualidade por alguém que saiba e tenha conhecimento. Andamos todos a enganarmo-nos, uns os outros, porque nesta vida tudo gira à volta da economia e não da qualidade que se devia ter. Mas a quantidade ficou aquém do desejado, muito longe do esperado depois de tomar conhecimento da qualidade. Sempre que a qualidade não existe a quantidade está lá. Dizem que a quantidade é um nome feminino, será por isso que existem mais seres femininos no mundo do que masculinos? (“risos”) A maioria dos latinos espera sempre as coisas em grandes porções, muita quantidade, fartura. E isto aplica-se a tudo, por exemplo, um elevado número de pessoas para ajudar outras, riqueza etc., mas quando falamos em produtos alimentares devíamos retirar a palavra quantidade e ficar pela qualidade. Quando as duas não se encontram vamos de mal a pior – se a qualidade do produto/serviço não corresponde, que abafem a lacuna com quantidade, mas nada disso aconteceu.

Meus caros, cada vez mais se vê pouco gosto na qualidade, será porque há cada vez menos apreciadores da qualidade? Vamos dar, apreciar e divulgar quem tem qualidade e não falem ou promovam o que não corresponde à realidade. A qualidade do produto pode salvar vidas. 

Aos que trabalham diretamente com público e/ou com produtos para uso do público, apostem na qualidade. Foi uma desilusão a noite porque a qualidade não existiu em nada, nem serviço nem produto. Assim não se pode recomendar. Muitos sabem de casos complicados, mas como em primeiro lugar está o poder económico evita-se falar e alguns até dizem o contrário porque há negócio pelo meio. Estamos a perder a qualidade em muita coisa, até na forma como se passa a palavra. Será que se vai continuar a dizer que é bom?

Eu não sei dizer que é bom quando sei que existe melhor.

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER

Close
Close