Opinião

Que ninguém toque na Alice!

A FRELIMO (partido no poder em Moçambique) está com os nervos à flor da pele pelo facto de Maria Alice Mabota ter tido a “insolência” de candidatar-se às eleições presidenciais aprazadas para 15 de outubro. Fê-lo partindo de uma premissa errada: a de que vivia no “País das Maravilhas”, onde era suposto, possível e desejável que todos os cidadãos pudessem fazer jus aos seus Direitos Políticos ínsitos na Constituição vigente na República de Moçambique.

Maria Alice Mabota sempre irritou a FRELIMO, sobretudo quando ousava desfraldar a bandeira da defesa dos Direitos Humanos do Rovuma ao Maputo e do Zumbo ao Índico, denunciando toda a sorte de abusos praticados por quem detém o poder e não só. Desta vez, a irritação da FRELIMO atingiu o apogeu pelo facto de Maria Alice Mabota ter apresentado recentemente a sua candidatura para concorrer a Mais Alta Magistratura do Estado moçambicano.

Maria Alice Mabota é, agora, uma pedra na “bota” da FRELIMO que está a causar muito incómodo. Por isso, a FRELIMO quer “descalçar a bota”, que é Maria Alice Mabota. Para tal, industriou os seus sipaios que são especialistas em sujar as mãos de sangue. Por estes dias têm tentado pregar um susto a Maria Alice Mabota com o propósito, suponho, de demove-la da ideia de candidatar-se à Presidência da República.

Os sipaios da FRELIMO vigiam dia e noite ospassos de Maria Alice Mabota à espera da ordem para fazê-la desaparecer na primeira oportunidade. Mas uma coisa é certa: caso aconteça alguma coisa a Maria Alice Mabota, a FRELIMO que se cuide, pois o mundo não se vai calar. De todo modo, vou já avisando: Que ninguém toque na Alice!

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close