Opinião

Memórias de mim

Caro leitor,

Celebra-se este dia 10 de maio, pelo menos neste hemisfério, o dia da pessoa mais sagrada. O dia da Mãe.

Da minha mãe, da sua, da do seu amigo, do seu primo,  da nossa mãe.

Lembro-me da minha querida mãe que, já partiu faz quinze anos dia 24 deste mesmo mês, dois dias após completar 66 anos de vida.

O dia mais triste da minha vida….O dia em que, parte de mim, partiu com ela – a Sra. minha mãe.

Pergunto-me muitas vezes, porque não passa um dia que algo não a faça visitar a minha mente… seria a minha mãe perfeita?

Óbvio que não, mas o muito pouco que sei, deu-me as suas bases. Do aprender, do querer saber fazer isto e aquilo, do implicar comigo uma e tantas vezes por eu gostar de ter e fazer as coisas de uma certa forma… chamava-me muitas vezes “esquisita” por gostar das coisas tão organizadas, das roupas tão arrumadas de tudo ainda mais limpo do que deveria estar… Enfim, mal sabia ela que me servia de espelho. Pois era assim a Sra. minha mãe… exemplar, limpa, asseada, linda, boa mãe, excelente dona de casa, cozinheira de mão cheia, boa esposa… A minha querida mãe. As tantas memórias que me deixou… preciosas… valiosas.

Tentei e tento, em cada oportunidade que me é cedida, passar esse legado às minhas filhotas. Humildade, pureza da alma, brio, amor próprio e, principalmente, amor ao próximo.

A minha querida mãe, que sempre me ensinou que se “dava com a mão esquerda e se escondia a direita”, que nunca deveríamos esperar algo em troca para além do respeito.

Que cada qual dá do que tem e nada mais pode esperar.

Sabedoria popular repleta de amor e carinho. Saudades tuas mãe.

Tanto que ficou por dizer…Tanta falta me fazes e que tantas e tantas vezes choro por ti…

Quero que saibas que tudo o que sou, é por ti, pela confiança e amor que em mim instilaste.

Sempre a tua ” menina “.

Amo-te para todo o sempre minha querida mãe.

Redes Sociais - Comentários

Mostrar mais

Artigos relacionados

Não perca também
Close
Back to top button

DONATE NOW

Close
Close