Opinião

Lealdade e honestidade!!!

Será que ainda se acredita em lealdade no ambiente de trabalho? Será que o patronato pode depositar confiança nos seus trabalhadores?

Esta semana, depois de tomar conhecimento de acontecimentos e de conhecer casos concretos com tanta falsidade envolvida, falta de coragem, de reconhecimento pelo feito, e de se preocuparem mais com interesses pessoais etc., tinha de escrever no meu espaço de opinião sobre este assunto.

Lealdade e honestidade já não existe mentre nós. No entanto, eu ainda acreditava que o reconhecimento, os valores e todo o passado fossem apreciados, mas desculpem, nada disso existe. Andamos num mundo muito colorido e isto vê-se nas notas e moedas de cada país. Reparem bem nas cores do nosso inimigo, “o dinheiro”, as cores mais brilhantes estão escondidas e assim acontece no ser humano: os interesses estão escondidos e quem vê caras não vê corações. Muitos de vocês estarão a pensar – mas o que tem o dinheiro a ver com a honestidade/lealdade? Meus caros tem tudo a ver, vocês acham que amizade e a lealdade residem numa identidade que se encontra em qualquer lado? Lealdade é uma palavra cada vez menos usada no ambiente de trabalho pela elevada competitividade do mercado laboral. Já não se respeitam os compromissos assumidos com outra pessoa ou com uma empresa, assim andamos enganados. Lealdade é um substantivo feminino – aqui diz tudo – até podemos familiarizar com qualidade, sinceridade e dedicação, que deve vir de dentro, mas quando o ser humano dentro é uma coisa e fora é outra não se considera honesto ou sincero com os outros. Através das palavras tudo se resolve. Todos sabem que há o segredo do negócio – que é a palavra-chave para o sucesso de qualquer empresário -, mas há factos que exigem lealdade entre empregado e empregador e é isto que hoje não existe. Podemos fazer mil e uma coisas de bom, mas de um dia para o outro esquecemos tudo basta que as cores se envolvam no meio. Perdemos as qualidades todas e a maior parte dos empregados esquece-se como ali chegaram, as oportunidades que a empresa lhes deu para hoje serem quem são e quem pensam que são porque nem sempre se é o que se pensa. Não valorizar o trabalho com documentação para que chegasse ali e se tornasse um cidadão igual a outros sem ter que andar escondido, tanto bem se faz que o retorno é inaceitável. As pessoas leais são aquelas que procuram agir com verdade, não precisam de mentir nem esconder ao ponto de ter que sair em silêncio e nem coragem ter para dar a cara e esclarecer acontecido – isto cada vez mais acontece entre todos nós. A lealdade pode ser expressa em relação aos amigos, familiares, colegas de trabalho e até a nós próprios, quando somos leais aos nossos valores, aos nossos sonhos e opiniões, vivemos de forma mais coerente, demonstramos através de atitudes tudo aquilo que carregamos dentro de nós. Bonito se assim fosse e acreditem que conseguíamos levar a vida com mais honestidade.

A lealdade é uma qualidade nossa que demonstramos através de atitudes que se têm todos os dias, seja no trabalho, com amigos, em família, etc.. Não basta ser leal com os outros apenas uma vez e no dia seguinte mentir e desrespeitar. Dizer a verdade é uma obrigação moral para grande parte das pessoas, mas quando os interesses jogam no meio, especialmente dinheiros, mentir é a forma mais fácil julgando que é o caminho mais adequado a ser seguido. É aí que se falha e se esquece do que fizeram e a forma como ali chegaram.

Será que atitudes como estas no empregado estão certas? O tempo o dirá. Quando desejar sair do seu local de trabalho para outra empresa seja leal e frontal. Coloque as verdades em cima da mesa e não seja mentiroso porque a mentira tem perna curta.    

Seja leal, honesto e reconheça o que fizeram pela sua pessoa.

Nunca se iluda com o que ouve e com promessas, a relva é verde em todo lado.

Nunca queime as pontes por onde um dia pode ter de passar novamente.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW