Augusto Bandeira

Saiu do saco e ganhou muita força

Saiu do saco e ganhou muita força-portugal-mileniostadium
DR.

Eu tinha prometido a mim mesmo que não comentaria mais sobre a covid, vírus ou coronavírus, chamem-lhe o que quiserem, mas com as últimas noticias decidi romper com a promessa, simplesmente porque parece que está mesmo fora de controle.

Os entendidos na matéria mandam fechar restaurantes, comércio de bebidas, comércios a retalho, igrejas, escolas, etc., e cada vez aumenta mais. Algo está muito mal, será que é a classe política ou quem lhes dá instruções? Será que é o próprio cidadão? Será que o dito bicho anda no ar que respiramos? Sabem que mais, ninguém sabe, pelo que se está a ver ainda ninguém conseguiu descobrir como é possível a transmissão tão rápida. A maior parte dos locais públicos fechados e com o pedido dos políticos para respeitarmos distâncias, para evitar ajuntamentos, ah esperem, ajuntamentos, é isso que as pessoas ainda não perceberam e continua-se a organizar festas privadas com pessoas não familiares e por vezes vindas de fora da província e do país, sem saberem se estão infetados ou não, a maioria sem teste feito. Esquecem-se que basta estar um infetado para passar a 10 pessoas num espaço de tempo muito curto. É como a má noticia que passa para sete em poucos minutos e a boa notícia pode demorar meses a passar de boca em boca. O vírus é mais ou menos a mesma coisa, segundo dizem os entendidos, espalha-se muito rápido, mas para curar leva muito tempo e as pessoas ainda não perceberam. Ainda há muita falta de ética, moral e respeito pelos outros. As pessoas esquecem-se que se um jovem da família sair no fim de semana com os amigos e for infetado, e pode ter sido e não sentir sintomas nenhuns porque tem defesas para lutar contra o vírus, mas chega a casa e passa ao resto da família onde, por azar, pode haver uma pessoa mais idosa e com menos recursos de defesa e que pode passar a um estado muito crítico. E até podem ser todos infetados e daí o vírus passar a ser transmitido para pessoas sem as mesmas saberem que estão infetadas. É aqui que nós todos erramos, julgamos que nunca chega a nós ou aos nossos, julgamos que só acontece aos outros.

Não culpemos os políticos, mesmo sabendo que se podia ter feito algo diferente mais cedo e com mais moderação para não prejudicar tanto os pequenos comércios e até as próprias crianças com o encerrar das escolas. Convençam-se de uma coisa: os políticos não fazem milagres, nem os próprios médicos, estes que merecem mais respeito pelo esforço e o desgaste que estão a ter. O milagre somos nós que temos de evitar determinadas coisas.

Hoje a economia está a ser destruída e vai ficar muito pior e quanto mais demorar a acalmar a transmissão do vírus de pessoa para pessoa mais tende a piorar e ninguém deseja viver numa economia destruída porque para a levantar todos vamos pagar. Vamos pedir pelo melhor, mas a continuar assim muito comércio não volta a abrir portas e muito cidadão pode vir a perder as suas poupanças que investiu num telhado para cobrir os seus mais queridos, porque se o setor de construção baixar… a economia vai de arrasto e muitos dos nossos amigos podem perder o trabalho.

Pior é o sistema de saúde que está pelas costuras em todo o mundo e ninguém diz a verdade, mas uma grande percentagem de mortes é por falta de condições e espaço para socorrer os doentes. Neste momento está tudo focado com o vírus e 90% das outras doenças estão a ser adiadas. Tudo tem um limite.

Vamos ficar em casa! E não se esqueçam de perguntar aos mais novos onde vão e de onde vêm e com quem estiveram, nesta altura todo o cuidado é pouco.

Fique em casa e só saia se tiver mesmo de ser.

Bom fim de semana.

milenio stadium - augusto bandeira

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER