Augusto Bandeira

Ou é ou não é, afinal faz bem ou mal?

Eu esta semana por falta de tempo até tinha colocado de lado a ideia da crónica de opinião. Uma das razões era porque tinha o tapete a fugir de baixo dos pés a uma velocidade anormal, o tempo desaparecia sem que desse por ele, tipo daquelas histórias que ouvimos que nos dão energia. Quase como o cavalheiro que estava sentado num estabelecimento de bebidas a desfrutar depois de um longo dia de trabalho, ao lado estavam dois compatriotas sentados com uma conversa que lhe chamou a atenção: falavam sobre a Terra. A certa altura um dizia que a Terra andava a uma velocidade muito grande. No final da noite o cavalheiro sai do estabelecimento e senta-se na berma da estrada e, em alta voz, diz: “agora daqui não saio, já que a Terra anda eu vou esperar aqui sentado até que a minha casa cá passe para eu entrar”. É uma história real passada entre três amigos depois de uma noite bem passada. Muitas das vezes histórias deste tipo levam-nos a outros lados e a pensar no pior.

Ou é ou não é, afinal faz bem-canada-mileniostadium
Créditos: DR.

Numa das manhãs desta semana ouvia na rádio que uma senhora tinha falecido depois de tomar a segunda dose da vacina, para meu espanto ouço um senhor da política a dizer que provavelmente mais cidadãos podiam vir a morrer derivado aos efeitos causados por uma das vacinas que muitos/as têm vindo a tomar. Na mesma rádio em alto e bom som um outro político, mas com mais responsabilidade, dizia que são os riscos que se corre na procura de uma vida normal e que se tinha de continuar a dar essa mesma vacina, isto é, que se ia continuar a vacinar pessoas com essa dita vacina. Quase como dizer que cada um é responsável pelos factos, azares que possam vir acontecer. Parece que neste momento somos pessoas à experiência. Eu cada vez fico mais confuso e já não acredito que tanto o primeiro-ministro do país como o da província tenham tomado essa mesma vacina, foi tudo para a foto. Se é que tem efeitos secundários muito perigosos mais valia retirar a mesma do mercado. Quer dizer, em vez de ajudarem estão a usar o ser humano em experiências e se não der resultado o mal é de quem teve azar.

Será que o filme de fantoches vai terminar um dia? Hoje a cada hora ouve-se asneira da grossa.

Assegurem-se como puderem porque se estivermos à espera de resultados e boas notícias vamos todos cair.

Bom fim de semana.

 

milenio stadium - augusto bandeira
Bandeira artigos, clique aqui.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER