Augusto Bandeira

Esta pandemia vai-nos deixar excelentes recordações

Esta pandemia vai-nos deixar-canada-mileniostadium
DR.

Muito do que se faz no dia a dia, tantas vezes apetece dar a conhecer como opinião.

Acontece a todos e muitas vezes torna-se numa surpresa quando assim acontece. Esta pandemia vai-nos deixar excelentes recordações.

Sim, recentemente decidi por iniciativa própria e mesmo sem sintomas nenhuns ir fazer o teste ao dito vírus tão falado. Achei que como nunca tinha feito e mesmo sem ter nenhum sintoma que deveria fazer, como muitos o têm feito, ou a maioria o faz. Registei-me online e bem cedo lá estava na porta à espera. Posso dizer que encontrei profissionais excelentes, muito educados e com um cuidado acima do esperado, muito atenciosos e preocupados com qualquer pessoa que entrava, rápidos no despachar do serviço. Fiquei muito admirado, com a presença de muita criança, uma das grandes surpresas para mim. Não esperava ver tanta criança fazer o teste, mas o que mais me surpreendeu foi depois de eu ter respondido a tudo que me perguntavam me dizerem “o Sr. não precisa de fazer o teste”. Eu muito rápido disse: “Mas eu quero fazer e se tiver de pagar para isso assim o farei, se falta fizer”. Continuavam a tentar convencer-me que não precisava de fazer e explicavam o porquê, mas eu como escorpião que sou disse “eu quero fazer”. Assim lá veio uma doutora falar com uma educação e uma paciência, daquelas difíceis de encontrar, e com outras palavras lá explicou e quase me convenceu a não fazer, mas lá se conformou e aprovou a minha vontade de fazer o dito teste. Das coisas mais simples que já vi. Eu sinceramente ficava assustado sempre que ouvia falar no teste, e quando dou por mim já estava pronto. Passadas 24 horas, resultado negativo.

Depois perguntava a mim próprio porque é que tomei uma decisão deste tipo. Não tinha resposta porque é daquelas coisas que nem nós conseguimos saber ao certo a razão de tal e ficamos a pensar “será que tirei o lugar a alguém?”. Foi isso mesmo que pensei, mas também fiquei com a consciência tranquila porque já andava há muito a pensar em fazer o dito teste. Fiquei a saber que um simples espirro não deve assustar, até um pingo no nariz como acontece no inverno, não há que ficar assustado. Fiquei a saber que se alguém estiver em contacto com uma pessoa que tenha testado positivo, durante um período de tempo superior a 15 minutos, aí deve-se fazer o teste logo de seguida. Há uma grande percentagem que pode vir a testar positivo. No caso de ser uma passagem rápida pode-se esperar um tempo a ver se os sintomas aparecem. Nada de entrar em pânico dependendo da situação de cada um, neste caso a saúde de cada pessoa, também fiquei a saber que o pior de tudo é grupos, muita gente junta e basta haver um positivo para contaminar todos em pouco tempo. A distância é o mais importante e sempre com máscara. Se assim o fizermos em pouco tempo tudo fica normal. Tanto se fala e se diz, mas parece que muitas não são acertadas, os próprios entendidos o dizem. No meio de tudo andamos a ouvir tanta versão que chegamos a um ponto sem saber o que fazer e foi uma das razões que me levou a fazer o teste – depois de tanto ouvir diferentes versões achei por bem ir fazer e recomendo a quem não se sente confortável faça e façam perguntas, só assim é que se aprende.

Meus caros leitores isto deu-me para chegar a uma conclusão, algo que eu já vinha dizendo há muito tempo – afinal os políticos falam, falam, mas poucas dizem acertadas. Então se o pior contágio vem de grandes grupos deixam que certas lojas continuem abertas onde mal se pode andar lá dentro com tanta gente, (não vou fazer publicidade), deixam as companhias de aviação andar cheias durante horas com as pessoas a respirar o ar uns dos outros, deixam andar os transportes públicos a abarrotar de gente…? Desculpem, mas alguma coisa está mal. E aquelas lojas que se consegue controlar o público com números reduzidos mediante o seu espaço – tipo, sapatarias, lojas de roupa, cabeleireiros, restaurantes etc. -, esses não podem porquê? Muito fácil de perceber, são pequenos. Quase fiquei convencido que os verdadeiros entendidos na matéria estão proibidos de falar. Esta é a minha opinião porque de saúde não percebo, se percebesse seria médico, mas não estudei medicina.

Façam bem a vocês próprios e façam sempre muitas perguntas. Ao fazer bem o bem receberá. Com o teste feito posso dizer que aprendi pouco, mas algo importante que ninguém me tinha dado tão boa explicação. 

milenio stadium - augusto bandeira

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER