Augusto Bandeira

Eleições autárquicas

Já há fogo no ar, uns apontam para setembro outros para novembro, mas elas vão ser este ano.

O PSD parece que está a preparar um teste à capacidade de visão dos portugueses, com a qualidade de candidatos que procura para encabeçar as listas. 

Eleições autárquicas-portugal-mileniostadium
Crédito: Direitos reservados

Possivelmente serão em setembro próximo, mas já há pedidos para serem adiadas pelo facto de não haver tempo nem condições para se prepararem campanhas. Concordo plenamente. Os cabeças de lista têm que apresentar um manifesto para os próximos quatro anos e não é através de textos deixados nas caixas do correio ou fotografias em outdoors, há trabalho no terreno a ser feito. E há várias razões para isso: 1 – muitas das pessoas não conseguem compreender o que se escreve; 2 – nas eleições autárquicas há o apoio de vários partidos, mas vota-se é na pessoa; 3 – o segredo de um bom presidente de Câmara não está nos estudos que ele/a tem, está na capacidade da pessoa em convencer o eleitorado que a ideia é boa; 4 – essa pessoa precisa de condições para ir de porta a porta e explicar ao cidadão o que pretende fazer para melhorar a qualidade de vida dos residentes e perceber as necessidades de cada um. São coisas muito importantes e só cara a cara se conseguem resultados, mas mais próximo das eleições irei opinar sobre este assunto.

Nestas eleições está a aparecer um PSD empenhado em apresentar candidatos de renome e com provas dadas tanto na política como em cargos por onde passaram como gestores e é isso que faz falta – saber fazer bem sem exagerar nos custos, saber controlar a balança. Os lisboetas vão ter um excelente candidato, neste momento têm lá um presidente que deixa muito a desejar. Ficou no cargo do atual primeiro-ministro, que era o lugar dele, estava bem melhor na Câmara. O Medina vai ter um concorrente de peso e espero que Lisboa acorde para lhes ser dada de volta a cidade que merecem.

Apoiado pelo PSD e possivelmente pelo CDS entre outros partidos da direita, Carlos Manuel Félix Moedas, natural de Beja, licenciou-se como engenheiro civil pelo Instituto Superior Técnico de Lisboa e frequentou a École Nationale des Ponts et Chaussées em Paris, Em 1998, formou-se com Mestrado em Administração de Empresas pela Harvard Business School, EUA (1998/2000), já é oficialmente o candidato para a Câmara de Lisboa. Rui Rio já confirmou publicamente e sem dúvida é o melhor candidato para todos os lisboetas. Sem ainda se conhecer os outros a não ser o atual presidente Fernando Medina, esta será uma oportunidade para os lisboetas dizerem se querem alguém com capacidades acima da média para governar a capital do país. Carlos Moedas tem um curriculum invejável: em 2014 foi nomeado pelo primeiro-ministro português para Comissário Europeu, foi responsável por Pesquisa, Ciência e Inovação, um dos maiores projetos de ciência e inovação do planeta no valor de 77 bilhões de euros, é autor da proposta do futuro programa Horizon Europe, no valor de 100 mil milhões de euros, cujo lançamento está previsto para 2021. Mas há muito mais sobre este senhor, não lhe falta nada para convencer o eleitorado de Lisboa. Agora compete aos votantes decidirem se querem alguém capaz.

Mas o PSD não fica por aqui, está com força a trabalhar para a segunda cidade maior do país, o Porto. Segundo as últimas notícias o independente Rui Moreira, com quem Rui Rio simpatizava, não mostra confiança e por isso mesmo o PSD vai a jogo nas eleições autárquicas com um candidato próprio, que ainda procura. Também em Viana do Castelo, onde os militantes do PSD reuniram em plenário no dia 12 de fevereiro, foi aprovado com uma maioria devastadora e sem qualquer voto contra o perfil do candidato a Presidente da Câmara Municipal. Com o perfil adequado fala-se no ex-presidente do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, Prof. Rui Teixeira, e ex-presidente da Associação de Institutos Politécnicos do Norte. A ser verdade Viana do Castelo será uma cidade que vai perguntar ao eleitorado se quer um presidente capaz e com um curriculum invejável. Com todo o respeito acho que está na hora de Viana do Castelo eleger um novo rumo, muito tempo no poder faz mal e incentiva a corrupção.

 Vamos esperar por mais novidades, mas já se vê que as autárquicas vão ser quentes e com alguma qualidade da parte do PSD. Ainda bem que não se vai atrás dos meninos do partido, espero que isto seja o inicio de uma mudança saudável.  

milenio stadium - augusto bandeira

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER