Opinião

Atrair investimento global e tornar o Canadá mais forte

O Departamento de Serviços ao Investidor parece estar a gastar milhões de dólares a ajudar uma lista “confidencial” de empresários de empresas estrangeiras com pouca transparência.

Invest In Canada é uma organização do governo do Canadá que promove e atrai investimentos estrangeiros diretos para o Canadá. Foi criado por meio da lei “Invest in Canada “ e lançado a 12 de março de 2018 como uma corporação governamental.

Esta agência federal foi criada para aumentar o investimento estrangeiro direto no Canadá, mas não pode apontar para resultados concretos dos milhões que gastou porque a lista de donos de empresas que foram ajudadas é “informação comercial confidencial”.

O seu mandato é promover investimentos no Canadá e oferecer serviços para ajudar os investidores a navegar pelo cenário jurídico e comercial do Canadá. A pergunta que está a ser feita é se esta agência cobra aos líderes de negócios estrangeiros por esses serviços?

No seu site da internet, eles dizem claramente o seguinte: “Se você é uma empresa global que deseja expandir as suas operações físicas no Canadá, temos a experiência, as ferramentas e as conexões para ajudá-lo a obter o máximo retorno do seu investimento. Oferecemos soluções confiáveis e confidenciais”.

Serviços esses que incluem:

  • Assistência no desenvolvimento de um business case para o seu próximo projeto de investimento.
  • Informações e conselhos sobre como fazer negócios no Canadá.
  • Informação estratégica de mercado no seu setor específico.
  • Identificação e facilitação de visitas a possíveis localizações de sítios para suas operações.

Invest in Canada (IIC) foi concedido com uma despesa total estimada em $218 milhões, durante cinco anos, de acordo com a CBC News. No entanto, apenas $60 milhões foram alocados para aumentar a “representação do comissário comercial”.

No entanto, de acordo com seus Planos Departamentais de 2019-20, a IIC esperava gastar $3.1 milhões em 2017-18, $23.1 milhões em 2018-19 e, mais recentemente, $36 milhões em 2019-20.

Parece que as agências de notícias nacionais tiveram pouco sucesso em obter uma lista completa daqueles que utilizarão esses serviços governamentais. O mais que se consegue da parte do governo tem sido: “Os nomes dessas empresas foram retidos com o fundamento de que constituem informações comerciais confidenciais”.

Em leitura adicional no site oficial, tenho uma melhor noção do escopo dos serviços oferecidos aos investidores estrangeiros por esse departamento público – noutras palavras, eles dizem que prestam “apoio coordenado aos investidores”, o que pode incluir o desenvolvimento de um “business case” com ofertas, dados e os chamados “insights” exclusivos; identificar parceiros com links para educação, governo e negócios; projetar visitas locais personalizadas e marcar reuniões com as partes interessadas e potenciais parceiros e apoiar as aberturas de negócios no Canadá. Além disso também se reuniram com líderes de mais de 175 empresas em todo o mundo, mas sem nomear nenhuma delas.

O leitor pode questionar o que tudo isto significa. A aparente falta de transparência sobre quais empresas estão a ser cortejadas e como isso nos beneficiaria, enquanto canadianos, deveria levantar questões sobre quem realmente vai beneficiar do projeto Invest in Canada?


Autor(a):
Fonte:

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close