Mundo

Sete regiões espanholas terão chegado ao pico da epidemia. Curva começa a inverter

Sete das 17 comunidades autónomas de Espanha registaram, desde quarta-feira, uma diminuição do número de novos casos diários de Covid-19.

Aliás, o país, na sua totalidade, não voltou a igualar os 8.578 novos casos diagnosticados entre quarta e quinta-feira, de acordo com o Ministério da Saúde espanhol.

Estes dados sugerem que se atingiu o tão esperado pico da epidemia, em termos de novos casos de infeção. A tendência de melhoria na curva epidemiológica só agora começa a ser visível. As autoridades de saúde alertam, contudo, que não é momento de perder o foco na contenção da Covid-19.

Nem todas as regiões atingiram o pico ao mesmo tempo, já que a evolução da epidemia também foi variável.

Na Catalunha, por exemplo, o pico ocorreu na terça-feira, dia 24, quando foram registados 2.073 novos casos em 24 horas. Em Madrid, Múrcia, Cantábria, Castilla-La Mancha, País Basco e Valência, o número máximo de casos foi contabilizado na quarta-feira.

“Os dados dos últimos dias indicam que estamos a chegar ao pico que tanto nos preocupa. Em algumas regiões, provavelmente até já o superámos”, afirmou Fernando Simón, diretor do Centro de Coordenação de Alertas e Emergências em Saúde, citado pelo jornal La Vanguardia.

O declínio de novos casos é atribuído às medidas de contenção tomadas após a declaração do Estado de Emergência, a 15 de março. “Sabíamos que as medidas reduziriam a transmissão da doença”, sublinhou Simón.

JN

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW