Mundo

Polícia do Rio de Janeiro matou 434 pessoas no primeiro trimestre

A Polícia Militar do estado brasileiro do Rio de Janeiro matou 434 pessoas no primeiro trimestre do ano, número recorde desde 1998, segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP).

“Apesar do aumento em relação a 2018, as mortes por intervenção de agente do Estado vêm apresentando queda desde o começo do ano – em janeiro foram 160 mortes, em fevereiro foram 145 e, em março, 129 mortes”, refere-se no relatório.

No ano passado, foram registadas 368 mortes causadas por agentes da polícia no mesmo período, quando a segurança pública do Rio de Janeiro estava sob o controlo do Exército brasileiro, que comandou uma intervenção federal até dezembro de 2018 decretada em fevereiro pelo ex-Presidente brasileiro Michel Temer.

Em 2018, houve registo de 1.534 mortes causadas devido à ação da polícia no Rio de Janeiro.

O ISP referiu ainda que em marco foram registados, no total, 344 assassínios no estado, uma redução de 32% em relação ao mesmo período de 2018.

“Este foi o mês de março com o menor número de vítimas desde o início da série histórica, em 1991, e também o segundo menor número para o indicador desde novembro de 2015 – o menor foi em fevereiro deste ano”, segundo o balanço.

Os roubos seguidos de morte também apresentaram uma queda no período, totalizando 11 casos neste ano face aos 20 casos registados em março do ano passado.

Leia mais em JN


Autor(a):
Fonte:

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close