Mundo

Opositor russo Alexei Navalny foi envenenado com Novichok

O governo alemão anunciou esta quarta-feira que o principal opositor político de Putin, Alexei Navalny, foi envenenado com Novichok. Trata-se da mesma substância que foi usada para envenenar o espião Sergei Skripal.

 

Opositor russo Alexei Navalny foi envenenado-mundo-mileniostadium
German army emergency personnel load into their ambulance. Navalny was critically ill in a hospital in Siberia after a suspected poisoning, a small Berlin-based NGO has been leading the charge to bring him from hospital in the city of Omsk to Germany for treatment. (Photo by Odd ANDERSEN / AFP)

 

Os testes toxicológicos revelam de forma “inequívoca” a presença de Novichok, avança a BBC. Trata-se de um agente neurotóxico da era soviética.

O porta-voz do executivo alemão, Steffen Seibert, informou que o executivo liderado pela chanceler alemã, Angela Merkel, irá informar os seus parceiros na União Europeia (UE) e na NATO sobre os resultados dos testes.

Navalny, de 44 anos, foi transferido para a Alemanha – primeiro esteve internado num hospital de Omsk, na Sibéria – após ter-se sentido mal durante um voo, quando regressava a Moscovo proveniente de Tomsk (Sibéria).

O avião fez uma aterragem de emergência em Omsk, na sequência do agravamento do estado de saúde do principal opositor do presidente russo, Vladimir Putin. Desde então, permanece em coma, ainda que estável.

Na semana passada, os médicos alemães indicaram que Navalny apresentava indícios de ter sido envenenado por “uma substância do grupo dos inibidores de colinesterase”, substâncias estas que podem ser encontradas em medicamentos, mas também em inseticidas e em agentes nervosos, sem conseguirem precisar qual.

O hospital pediu a colaboração do laboratório militar de farmacologia e toxicologia de Munique (Baviera), no qual trabalham os maiores especialistas alemães em substâncias tóxicas e agentes químicos.

Segundo avança a BBC, a equipa de Navalny culpou Putin pela tentativa de envenenamento, acusações que o Kremlin rejeitou.

JN/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW