Mundo

OMS em linha com Infarmed: recomenda-se paracetamol para sintomas de Covid-19

A Organização Mundial de Saúde recomendou, esta terça-feira, que as pessoas usem, preferencialmente, paracetamol para tratar possíveis sintomas de Covid-19. Mas não há evidências suficientes de que o ibuprofeno seja prejudicial nesses casos.

“Recomendamos paracetamol, e não ibuprofeno, em automedicação”, declarou um dos porta-vozes da organização, Christian Lindmeier, durante uma conferência de imprensa em Genebra. A recomendação está em linha com o que já tinha sido dito em Portugal pela diretora-geral da Saúde e pelo Infarmed.

Tanto Graça Freitas como a autoridade nacional do medicamento esclareceram não haver evidências científicas comprovadas entre a toma de ibuprofeno ou outros anti-inflamatórios não esteroides e o agravamento da infeção pelo novo coronavírus. “Não há motivo para os doentes que se encontrem em tratamento com os referidos medicamentos o interrompam”, disse o Infarmed. A agência acrescentou no entanto que, não havendo evidências que contraindiquem o uso de ibuprofeno, “o tratamento sintomático da febre deve ser realizado através do uso de paracetamol como primeira alternativa”.

A questão foi trazida à tona pelo ministro da Saúde francês que, na semana passada, alertou contra o uso da substância por pessoas infetadas com Covid-19. A orientação foi dada depois de a revista “The Lancet” ter publicado um estudo que sugeria que pacientes de Covid-19 com diabetes e hipertensão que eram tratados com ibuprofeno tinham mais riscos de desenvolver quadros severos da doença.

A Agência Europeia do Medicamento deveria pronunciar-se, nos próximos dias, sobre o tema, que tem estado a avaliar.

JN

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW