Mundo

Novartis vai ajudar a produzir vacina da rival Pfizer

Pharmacist Naeem Khazee holds a tray containing vials of undiluted Pfizer/BioNTech Covid-19 vaccine at a vaccination centre set up at Thornton Little Theatre managed by Wyre Council in Thornton-Cleveleys, northwest England, on January 29, 2021 as Britain’s coronavirus vaccination campaign continues. – Britain on Friday claimed its streamlined approach to developing Covid vaccines and support for biotech firms helped it to steal a march on other countries still struggling to implement a roll-out. (Photo by Oli SCARFF / AFP)

A gigante farmacêutica suíça Novartis anunciou, esta sexta-feira, que assinou um acordo para ajudar a produzir a vacina contra a covid-19 da Pfizer-BioNTech, face à escassez de vacinas causada por atrasos das principais empresas.

O acordo, firmado com o grupo alemão BioNTech, prevê que a Novartis disponibilize os seus meios e instalações para enfrascar a vacina crida pela Pfizer, anunciou o grupo suíço em comunicado, especificando que a produção deve começar no segundo trimestre e que as primeiras entregas estão programadas para o trimestre seguinte.

Já na semana passada, a Sanofi se ofereceu para enfrascar e acondicionar as vacinas da Pfizer-BioNTech.

Segundo explicou na altura o diretor-geral daquela farmacêutica francesa, Paul Hudson, a Sanofi ainda não tem uma vacina própria, pelo que o laboratório se disponibilizou a ajudar a embalar mais de 100 milhões de doses da rival norte-americana, destinadas à União Europeia, após o Governo francês lhe ter pedido, várias vezes, para disponibilizar as suas linhas de produção aos concorrentes.

O grupo americano Pfizer e a empresa de biotecnologia alemã BioNTech foram os primeiros a anunciar, este mês, que não conseguiriam cumprir o calendário inicialmente acordado com a União Europeia, antes de dizer que podiam limitar a uma semana o atraso nas entregas.

Na semana passada, foi a vez da britânica AstraZeneca indicar que as suas entregas seriam inferiores ao previsto no primeiro trimestre, causando a indignação da União Europeia.

JN

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER