Mundo

Não há provas nos EUA de ligação entre tromboses e vacina da Johnson&Johnson

(FILES) In this file photo taken on March 25, 2021 bottles of the single-dose Johnson & Johnson Janssen Covid-19 vaccine await transfer into syringes for administration at a vaccine rollout targetting immigrants and the undocumented organized by the St. John’s Well Child and Family Center and the Los Angeles County Federation of Labour and Immigrant rights groups in Los Angeles, California. – Brazil approved the emergency use of the Janssen vaccine against COVID-19, of single dose, on March 31, 2021. It is the fourth vaccine authorized by the country which is going through the most lethal phase of the pandemic. (Photo by Frederic J. BROWN / AFP)

Até ao momento não foi estabelecida qualquer ligação de causalidade entre a formação de coágulos sanguíneos e a vacina contra a covid-19 da Johnson&Johnson, declarou a Agência Americana de Medicamentos, indicando que investigava casos nos EUA.

“A FDA está ao corrente de informações nos Estados Unidos sobre eventos tromboembólicos graves, associados a um baixo nível de plaquetas no sangue, que ocorreram em alguns indivíduos depois de receberem a vacina contra a covid-19 da Janssen”, afirmou o regulador norte-americano em comunicado enviado à Agência France Presse, citando o nome da filial europeia da Johnson & Johnson.

“Neste momento, não encontrámos ligação de causalidade com a vacinação e continuamos a acompanhar a evolução destes casos”, acrescentou a instituição.

“Manteremos o público informado assim que tivermos mais informação”, assegurou a agência.

Agência Europeia de Medicamentos (EMA) indicou na sexta-feira que estava a investigar ligações entre a vacina da “J&J” e casos de coágulos sanguíneos.

“Um caso ocorreu durante um ensaio clínico e três casos surgiram no quadro da vacinação nos Estados Unidos. Um deles foi fatal”, acrescentou a EMA.

A FDA anunciou estar “ao corrente do comunicado da EMA, que tem por base informações que a agência norte-americana lhe forneceu, “recebidas durante a utilização pós autorização da vacina contra a covid-19 da Janssen” nos Estados Unidos.

A vacina unidose da Johnson & Johnson foi autorizada no final de fevereiro, após as de duas doses da Pfizer/BioNTech e da Moderna.

O regulador europeu aprovou também a vacina Johnson & Johnson e a administração nos países da União Europeia deve começar este mês.

JN

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER