Mundo

Médico com VIH usa seringa contaminada e inocula o vírus em 90 pessoas

Mais de 90 pessoas, incluindo 65 crianças, contraíram o vírus do VIH no sul do Paquistão depois de um médico ter usado uma seringa contaminada.

Depois de, na semana passada, as autoridades de saúde paquistanesas terem sido alertadas para o facto de 18 crianças, dos subúrbios de Larkana, terem sido diagnosticadas com o VIH, mais de 90 pessoas fizeram análises e revelaram-se portadoras do vírus, confirmou Abdul Rehaman, diretor de Saúde do distrito de Larkana.

“Prendemos um médico”, disse o chefe da Polícia local, responsável pelo caso. “De acordo com as autoridades de saúde, o médico injetava drogas com uma única seringa”, que usava também nos pacientes, adiantou Kamr Nawaz, acrescentando que o detido tinha “também VIH”.

Um documento policial enviado à Agência France-Presse revela que “a fonte da propagação da doença” ocorreu numa clínica médica.

O Paquistão é considerado um país com baixa prevalência de VIH, mas a doença está a aumentar, especialmente entre consumidores de drogas, profissionais do sexo e trabalhadores migrantes que regressam do Golfo Pérsico.

Jornal de Notícias


Autor(a):
Fonte:

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close