Mundo

Lei para aprovar abortos em casos de violação rejeitada no Equador

O parlamento do Equador não aprovou uma lei que permitia o aborto em casos de violação, uma decisão que está a dividir aquele país católico.

Os defensores deste projeto de lei apontam para aquilo que consideram ser uma epidemia de violações e de casos de jovens menores grávidas. Do outro lado, as visões mais conservadoras apontam para a necessidade de se preservar a vida humana.

O aborto no Equador é permitido em casos de violação, mas só quando a vítima tiver problemas mentais ou se estiver em risco de vida.

 

Leia mais em JN

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close