Mundo

Jesus Cristo, Maria e José separados em jaulas numa cena de natividade

A Claremont United Methodist Church, uma igreja na Califórnia, realizou uma cena de natividade, separando Jesus Cristo, Maria e José em jaulas, de modo a alertar o público para as condições vividas pelos refugiados que procuram acolhimento nos Estados Unidos.

O Natal está a chegar e é altura dos presépios e das natividades para celebrar o nascimento de Jesus Cristo. A Claremont United, uma igreja localizada a cerca de 30 quilómetros do centro de Los Angeles, protagonizou uma festividade incomum, colocando Jesus, Maria e José em jaulas. O objetivo passa por demonstrar a insatisfação para com as condições deploráveis a que os refugiados que procuram asilo nos EUA estão sujeitos.

A igreja publicou a foto no próprio site, onde é visível o arame farpado a cobrir as grades e o bebé envolvido por um cobertor de folha de prata.

A razão para a escolha dos protagonistas é explicada pelo pastor Karen Clark Ristine, em conversa com a CNN: “Pensamos na família de refugiados mais famosa do mundo, a família de Jesus Cristo”. Isto porque, segundo a Bíblia, José e Maria deslocaram-se de Israel até ao Egito para evitar a morte do bebé, devido ao decreto do Rei Herodes, e a história simboliza a vivência de inúmeras famílias de refugiados nos Estados Unidos da América.

O ato não foi bem aceite de um modo geral. Prova disso são as críticas nos comentários da publicação de Ristine no Facebook. “É um desrespeito colocar o Rei dos Reis, o Senhor dos Senhores, numa jaula. A sua perspetiva política não devia ser confundida com o nascimento do nosso Salvador. Tem vergonha”.

Jornal de Notícias

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

Close
Close