Mundo

Irão diz que matou três “terroristas” com ligações aos Estados Unidos

A Guarda Revolucionária iraniana, o exército ideológico da República Islâmica do Irão, anunciou que matou três homens armados, classificados como “terroristas” e alegadamente com ligações aos Estados Unidos, que tentavam infiltrar-se naquele país.

Os três membros de um “grupo contrarrevolucionário” morreram em confrontos com elementos da Guarda Revolucionária ocorridos no domingo à noite perto da fronteira com a Turquia, na região noroeste do Irão, informou o exército ideológico iraniano através do seu portal oficial Sepah News.

Os homens em questão “foram localizados por uma rede dos serviços de informações [da Guarda Revolucionária] numa zona pública de Makou”, na província do Azerbaijão Ocidental, indicou a mesma fonte, acrescentando que os suspeitos “tinham a intenção de se infiltrar profundamente” no Irão.

Iranian president Hassan Rouhani on Beirut explosion
epa08585439 A handout photo made available by the Iranian Presidential office shows, Iranian president Hassan Rouhani speaks during a cabinet meeting in Tehran, Iran, 05 August 2020. Media reported Rouhani as sympathies with Lebanese people and Lebanon government announced that Iranian aid will soon be sent to Beirut. EPA/IRANIAN PRESIDENT OFFICE HANDOUT HANDOUT EDITORIAL USE ONLY/NO SALES

O dito “grupo contrarrevolucionário”, não identificado, era “afiliado da arrogância mundial”, um termo frequentemente usado pelo regime de Teerão quando se refere aos Estados Unidos, país com o qual mantém uma relação tensa e de inimizade há várias décadas, destacou ainda a Guarda Revolucionária iraniana.

“Quantidades significativas de armas, equipamentos, munições e de sistemas de comunicações foram apreendidas”, prosseguiu a mesma fonte.

A região iraniana montanhosa de Makou está localizada a menos de 15 quilómetros da fronteira com a Turquia.

Durante anos, as regiões oeste e noroeste do Irão têm sido palco de combates esporádicos entre rebeldes curdos e as forças iranianas.

No final de maio passado, três operacionais da guarda fronteiriça iraniana foram mortos durante um confronto com “insurgentes armados” na província do Azerbaijão Ocidental.

LEIA MAIS EM JN

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW