MundoBlog

Igreja “não é um mercado ou um grupo de empresários”, diz Papa Francisco

Cristianismo

Igreja não é um mercado-italia-mileniostadium
Pope Francis during the General Audience at the Vatican City, 25 November 2020. EPA/VATICAN MEDIA

 

O Papa Francisco afirmou, esta quarta-feira, que a Igreja não é um mercado, um grupo de empresários ou um partido político, numa passagem da sua catequese durante a audiência geral, sem fiéis, na biblioteca do Palácio Apostólico.

Francisco dedicou a catequese de hoje à oração da Igreja e explicou que existem “quatro características essenciais da vida eclesial: ouvir o ensinamento dos apóstolos, cuidar da comunhão mútua, partir o pão e orar”.

Leis também: • Papa celebrará missas de Natal e de Ano Novo sem fiéis

Para o Papa “tudo o que cresce na Igreja fora dessas” coordenadas “não tem fundamento”. “O que não cabe nessas coordenadas não tem faculdade de ser eclesial. É como uma casa construída na areia”, disse acrescentando que “a Igreja não é um mercado” e nem “um grupo de empresários que continua com esta nova empresa”.

“Às vezes sinto uma grande tristeza quando vejo uma comunidade que, de boa vontade, segue o caminho errado porque pensa em fazer a Igreja em reuniões, como se fosse um partido político”, acrescentou.

O Papa também destacou que a Igreja “não cresce proselitizando” citando a frase de Bento XVI: “A Igreja não cresce proselitizando, ela cresce pela atração”. “Se falta o Espírito Santo, que é o que atrai Jesus, não há Igreja ali. Há um clube simpático de amigos, bom, com boas intenções, mas não há Igreja”.

JN/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER